Coluna Social
Compartilhar

RB Saúde

Volta às aulas: dicas para retomar a rotina.Mauro Scharf, endocrinologista da Unimed Laboratório, comenta o impac..

Ruy Barrozo - 04 de fevereiro de 2018, 17:42

Volta às aulas: dicas para retomar a rotina.

Mauro Scharf, endocrinologista da Unimed Laboratório, comenta o impacto da alimentação e do sono no metabolismo.

As férias escolares estão chegando ao fim e a maioria das crianças e dos adolescentes precisa se readaptar à nova rotina, para começar o ano com tranquilidade e saúde.

A volta às aulas exige mudanças nos hábitos alimentares e na rotina do sono. “Durante as férias, os estudantes costumam dormir e acordar mais tarde, viajar e comer fora do horário habitual. A qualidade da alimentação e a quantidade de sono afetam diretamente questões relacionadas à saúde física e emocional e devem ser revistas após as férias”, explica Mauro Scharf, endocrinologista da Unimed Laboratório.

Adotar um horário para ir para a cama nos dias letivos garante uma boa quantidade de sono.

“A recomendação é que as crianças e os adolescentes tenham de 8 a 10 horas de sono por noite. Os adolescentes, especialmente, precisam de um tempo adequado de sono, pois dormir bem é crucial para a memória, atenção, bem-estar emocional e saúde física”, afirma o médico.

Outra medida importante depois das férias é o cuidado com a alimentação.

O especialista lembra que levar para a escola lanche de casa pode ser uma alternativa, desde que ele seja preparado corretamente.

“O ideal é que ele contenha uma porção de carboidratos, para fornecer energia, uma porção de lácteos, que têm proteínas, uma porção de frutas ou legumes, que contêm vitaminas, fibras e mineiras, e uma bebida para hidratar.”

Não são aconselháveis os alimentos industrializados, especialmente aqueles ricos em sódio, gorduras saturadas e gorduras trans.

“É preciso controlar a quantia de gordura e açúcar consumida, tanto em casa quanto na escola, e incluir mais proteína, fibra e cálcio na dieta”, afirma Scharf.

Estimular o consumo de água também é essencial.

O médico explica que a água hidrata o corpo, e ajuda a regular a temperatura corporal, a eliminar resíduos metabólicos e a distribuir os nutrientes pelo corpo, além de diminuir a sensação de fadiga.

O ideal é que os alunos tenham sempre uma garrafinha de água na mochila.ruy.barrozo