Coluna Social
Compartilhar

RB| Sítio Cercado ganha nova unidade do Grupo IPO

A nova unidade faz parte do plano de descentralização de serviços e atendimentos; localizada no Strip Mall da Izaac Ferr..

Ruy Barrozo - 01 de dezembro de 2020, 03:00

A nova unidade faz parte do plano de descentralização de serviços e atendimentos; localizada no Strip Mall da Izaac Ferreira da Cruz, os pacientes terão à disposição estacionamento próprio e gratuito.

O Grupo IPO está levando comodidade aos moradores do Sítio Cercado.

Na última quinta-feira, foi inaugurada a Unidade Sítio Cercado, com foco em atendimento eletivo nas diversas subespecialidades da otorrinolaringologia, avaliações para cirurgias de ouvido nariz e garganta e, também, na oferta de exames audiológicos.

A unidade conta com facilidade de acesso e estacionamento próprio e gratuito.

Com início do funcionamento no próximo dia 7, a unidade do IPO no Sítio Cercado está localizada no Strip Mall da Rua Izaac Ferreira da Cruz nº 2326, e tem como responsáveis médicas as Dras. Vanessa Mazaneck, Krystal Negri e Daniela Dranka.

“O Sítio Cercado está em uma das regiões mais populosas da cidade, mas que ainda não contava com um centro da especialidade. Os pacientes daqui não precisarão se deslocar para outras regiões para ter um atendimento de qualidade com a chancela do Grupo IPO”, explica a Dra. Vanessa.

Plano de expansão

“Estamos investindo para ampliar nossa presença nos bairros, para estar mais próximos dos nossos pacientes, seguindo um planejamento de descentralização de atendimento em que os casos mais simples serão atendidos em nossas unidades e apenas os casos mais complexos serão encaminhados para o nosso Hospital, localizado no bairro Água Verde”, explica o Dr. João Luiz Garcia de Faria, diretor do Hospital IPO, Otorrino e Oftalmo, e da BF Medical Facilities, empresa detentora do Eco Medical Center – complexo hospitalar inovador que está em construção em CWB.

“Estamos inaugurando uma unidade dessas por semana e chegaremos até o final do ano com 50 unidades descentralizadas”, adianta.