Coluna Social
Compartilhar

RB Teatro

O Canto do Cisne, de Anton Tchekhov, estreia nesta quinta em CWB.Clássico do teatro mundial, o espetáculo terá cu..

Ruy Barrozo - 10 de agosto de 2017, 17:31

O Canto do Cisne, de Anton Tchekhov, estreia nesta quinta em CWB.

Clássico do teatro mundial, o espetáculo terá curta temporada.

A peça “O Canto do Cisne”, clássico do teatro mundial, escrita por Anton Tchekhov no século XIX, estreia nesta quinta-feira, no teatro José Maria Santos, em CWB.

Na história do dramaturgo russo, o grande ator Vassíli Vassílievitch Svetlovidov faz reflexões sobre seus 68 anos de vida, 45 deles dedicados aos palcos.

Nos momentos finais de sua vida, o personagem busca na arte algum sentido para permanecer vivo, ao tempo em que questiona o papel do teatro na sociedade.

A expressão “Canto do Cisne” é uma metáfora que surgiu a partir da crença antiga de que o cisne branco passava a vida toda mudo e, na hora da morte, emitia uma bela canção.

Em cenas carregadas de ironia e humor, a montagem conta com o ator curitibano Sérgio Silva e a violinista Clara Meyer no elenco.

A direção de Jul Leardini, que também atua na peça, ressalta a profundidade do texto de Tchekhov e traz referências à “Avant-Garde”, movimento artístico que já despontava à época em que a obra foi concebida. Assim, alterna nuances realistas, naturalistas e impressionistas, com toques também de surrealismo e minimalismo.

“A originalidade de Tchekhov consiste na rejeição do propósito moral presente na estrutura de obras tradicionais e no uso da técnica de fluxo de consciência, mais tarde adotada por James Joyce e outros modernistas. Para ele o papel de um artista é o de fazer perguntas, não o de respondê-las”, explica o diretor da peça.

Tchekhov

Considerado um dos maiores contistas de todos os tempos, Anton Tchekhov/1860-1904, juntamente com Constantin Stanislavski – o criador do Teatro de Arte de Moscou –, revolucionou o teatro mundial, apresentando novas perspectivas de atuação e encenação, notadamente nos campos do humano, do existencial e do psicológico.

Além de escritor e dramaturgo, Tchekhov era médico e dedicou-se ao povo da Rússia, atendendo gratuitamente milhares de pessoas pobres.

Também criou hospitais, escolas e custeou outras atividades voltadas à comunidade.

É lembrado, pelos russos, como um dos homens mais humanitários e benfeitores do país.

Ficha técnica

O texto “O canto do cisne” foi traduzido pelo professor da Universidade Federal do Paraná Walter Lima Torres e por Andrea Doré.

Protagonizada pelo ator, jornalista e radialista Sérgio Silva, a montagem conta, ainda, com a participação especial da violinista Clara Meyer, no papel da sombra de Natasha, e também do próprio diretor da peça, Jul Leardini, como Nikita Ivanovitch, no papel do ponto.

A equipe também é formada por: Marcelino de Mirandha, no figurino e maquiagem, Nádia Luciani, na iluminação, Salete Cercal e Loana Terra, na produção, Gerson Delliano, no apoio técnico, Édier William, na fotografia e programação visual, e Maria Amélia Lonardoni, na assessoria de imprensa.ruy.barrozo