Governo e professores próximos de um novo confronto

Redação


Foto: Rodolfo Buhrer / La imagem / Fotoarena
Foto: Rodolfo Buhrer / La imagem / Fotoarena

Ao afirmar que não abrirá mão dos pagamentos de promoções e progressões na carreira, que estão atrasados, a APP Sindicato sinaliza com paralisação e pode iniciar uma nova guerra contra o governo, a exemplo do dia 29 de abril de 2015.

Segundo lideranças do sindicato, o governo alertou que se bancar esses atrasados, não terá recursos para repor a inflação no final do ano e mandou um aviso: os servidores terão que optar por um dos dois.

Veja também:  Impasse causa discussão na Assembleia

A APP Sindicato explica que as promoções e progressões não pagas pelo Executivo à categoria, de abril de 2015 até junho deste ano, já somam R$ 262,8 milhões. Se não houver pagamento até dezembro, essa conta será de aproximadamente R$ 450 milhões. De acordo com o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, a intenção do governo é quitar essa conta só em 2017, o que os servidores não aceitam.

Previous ArticleNext Article