Athletico 1 x 2 Coritiba: Alef Manga é o nome do jogo

A vitória do Coritiba teve o atacante Alef Manga e o técnico Alberto Valentim, do Athletico, como os principais destaques.

Vinicius Cordeiro - 23 de março de 2022, 22:18

(Foto: Robson Mafra/AGIF/Folhapress)
(Foto: Robson Mafra/AGIF/Folhapress)

Alef Manga foi o dono do jogo na primeira vez que disputou o clássico entre Athletico e Coritiba. Com a vitória por 2 a 1 na Arena da Baixada, o Coxa abriu vantagem e joga pelo empate no duelo de volta da semifinal do Campeonato Paranaense 2022. 

A vitória alviverde foi conquistada pela postura extremamente madura. O time se comportou muito bem até mesmo quando parecia que o Rubro-Negro iria assumir o domínio. A organização defensiva ganhou ainda mais brilho com as defesas de Alex Muralha, que sempre causa apreensão na torcida.

Ao lado de Igor Paixão, Aleg Manga consegue dar um ritmo muito interessante ao ataque. Léo Gamalho, com faro de gol e excelente pivô, segue sendo peça fundamental. Jogando muita bola, Andrey é a melhor contratação do Coxa em 2022 até o momento. 

Com dois gols (assista aqui o primeiro e o segundo) e a boa atuação, Alef Manga diminui a corneta que vinha aumentando no Alto da Glória. A diretoria aposta nele como um dos destaques do time no Brasileirão.

Pelo lado do Athletico, os destaques não são totalmente positivos. Terans é diferente e sente a falta de um companheiro após a saída de Nikão. Marlos é esse cara, mas não esteve em campo.

Do outro lado, o auge das carreiras de Santos e Thiago Heleno parece ter ficado para trás. Erraram muito na final da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG, e voltaram a ter atuações com nível abaixo. 

FIM DO JEJUM

A última vez que o Coritiba tinha vencido o time principal do Athletico foi no dia 30 de abril de 2017. Naquela ocasião, o time alviverde era comandado por Pachequinho e aplicou uma vitória de 3 a 0 sobre o Furacão na final do Estadual. O jogo de volta terminou empatado sem gols e o Coxa ergueu a taça (pela última vez, inclusive).

A última vez que Coritiba venceu o Furacão foi no dia 15 de março de 2020, quando o clube do Alto da Glória goleou por 4 a 0 com os portões fechados devido à pandemia de covid-19. 

O ÓBVIO: ATHLETICO PRECISA DE UM TÉCNICO

Expulso durante o clássico, o técnico Alberto Valentim não potencializa a equipe. Parece que o time não treina bem. Além disso, o treinador vai mal nas mudanças.

É cada vez mais notório que, apesar do título da Copa Sul-Americana, o atual comandante rubro-negro não está no nível exigido pelo momento do Furacão.

Isso se nota até mesmo pelo discurso do histórico ex-lateral-direito. Ao ser xingado e vaiado pela torcida nas quartas de final, Valentim disse: "Eu amo o clube e a torcida. Vou dar minha vida para melhorar".

A necessidade da mudança fica cada vez mais escancarada.