Athletico é eliminado pelo River na Libertadores de forma justa e digna

Vinicius Cordeiro

athletico river plate libertadores

O Athletico se despediu da Libertadores 2020 com dignidade. Foram dois jogos difíceis para o River Plate, diferente do que a maioria das projeções apontava.

A diferença dos elencos, que já era grande, ficou ainda maior com os números desfalques do Furacão. Nem isso não impediu o Rubro-Negro de vender caro a eliminação. O time construiu chances e até ameaçou uma das melhores equipes do continente.

É bom pontuar: Paulo Autuori chegou ao clube na segunda quinzena de outubro. Em menos de 60 dias, foi capaz de reorganizar o clube após um planejamento fracassado. O clube passa por uma grande reformulação no departamento de futebol e vê o experiente comandante ser o pilar da retomada.

“Já sabíamos das dificuldades que era enfrentar o River. As coisas se agravaram em função dos problemas, mas o orgulho é grande. Existem partidas em que você não ganha, mas existem dentro da partidas pequenas vitórias. Hoje tivemos muitas”, disse Autuori na coletiva pós-jogo antes de destacar alguns dos seus atletas.

Convenhamos: o Athletico, que contratou Marquinhos Gabriel para ser o camisa 10 do time, merecia chegar nas quartas de final da Libertadores? Óbvio que não. Foram muitos erros no início dessa temporada maluca, completamente afetada pela covid-19. No entanto, as coisas parecem ter se ajeitado melhor internamente. A tempestade passou.

Vimos coisas boas nessa eliminação. Qualidade e vontade não faltaram. O nível das atuações do goleiro Bento e do zagueiro Thiago Heleno reforçam que essa equipe não vai cair para a Segunda Divisão.

Nos últimos anos bati na seguinte tecla: o Athletico precisa se acostumar a jogos grandes. Isso já é realidade. Agora o objetivo é voltar à disputa da Libertadores. Ao analisar a classificação, temos a impressão que essa é uma missão quase impossível nessa temporada.

A equipe volta a campo no sábado, às 19h, para encarar o Fluminense, no Maracanã, pela Série A do Campeonato Brasileiro.

BENTO FOI GIGANTE, E ATHLETICO CONTA COM ÓTIMOS GOLEIROS

Com Santos, Jandrei e Léo Linck infectados com o coronavírus, o Athletico atuou contra o River Plate sem goleiro reserva. Somamos isso ao fato de Bento ter feito apenas seu terceiro jogo como titular do time principal do clube (a estreia foi no jogo de ida contra os argentinos) e começamos a ter a dimensão da qualidade do jogador.

As defesas praticadas, com grau de dificuldade elevado, mostram um jovem com muito potencial. A titularidade, no entanto, deve seguir com Santos, goleiro com nível de seleção brasileira. De qualquer forma, o Athletico está longe de ter problemas na meta (a não ser que não conte com nenhum deles).

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="731960" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]