Seletividade do MP com pedidos de suspensões no Paranaense 2021 causa estranheza

Vinicius Cordeiro

campeonato paranaense estadual

O Campeonato Paranaense 2021 nem começou e já está uma zona. O duelo entre FC Cascavel x Paraná Clube foi cancelado na manhã deste sábado, após recomendação do MP-PR (Ministério Público do Paraná). O Tricolor, rebaixado para a Série C no âmbito nacional, já estava no oeste do Paraná para entrar em campo. Ou seja, foi prejudicado financeiramente com a suspensão no dia do confronto.

Os promotores da área de Proteção à Saúde Pública enviaram ofícios para quatro prefeituras – Curitiba, Cascavel,  Londrina e Maringá – solicitando a suspensão dos jogos nessas respectivas cidades. Atualização: Toledo também foi notificada neste sábado e optou pela suspensão da partida entre o time da cidade diante do Rio Branco.

Acontece que Cianorte (Cianorte x Athletico-PR) e Ponta Grossa (Operário x Azuriz) também recebem jogos.

Por que raios se deve suspender três partidas e deixar as outras três acontecerem? Não tem Covid-19 em Cianorte e Ponta Grossa? A situação não é preocupante nessas cidades? Quais foram os critérios para deixar a bola rolar nesses municípios? Gostaria que algum promotor explicasse.

Por mim, deveriam ser cancelados todos. Como o próprio MP aponta nos documentos, estamos no pior momento da pandemia e futebol não é considerado atividade essencial. O argumento da situação da Covid-19 no Paraná é bem válida mesmo que o secretário paranaense da Saúde, Beto Preto, tenha autorizado a realização das partidas durante o lockdown. As duas exigências foram: controle dos envolvidos com testes e ausência de público nos estádios.

Seria mais compreensível ver o MP recomendar o adiamento de TODAS as partidas, em TODAS as cidades do território paranaense. O impedimento do início do Campeonato enquanto os números do coronavírus não melhorarem. Devemos ter nenhum dos jogos acontecendo. Ou todos.

A seletividade dos ofícios causa duas impressões: os promotores não abriram a tabela do Estadual ou quiseram provocar incômodo à Federação Paranaense de Futebol.

Previous ArticleNext Article