Coluna Social
Compartilhar

RB Editorial

A verdade dobre os relacionamentos de hoje em dia - * Jeff Severino.Todos temos tempo para bons relacionamentos o..

Ruy Barrozo - 16 de outubro de 2016, 03:10

A verdade dobre os relacionamentos de hoje em dia - * Jeff Severino.

ANÚNCIO

Todos temos tempo para bons relacionamentos o que não significam longos, mas sim vivenciados com intensidade, todavia costumamos jogar tudo fora.

Não vivemos o hoje buscando um amanhã que talvez nem chegue para cada um de nós.

Estamos excessivamente conectados aos nossos aparelhos multimídias e desconectados de nós mesmos. Uma verdadeira tragédia.

ANÚNCIO

Encontramos pessoas e nos socializamos online, mas essas conexões não tem uma dose necessária de intimidade humana.

Trabalhamos ao lado pessoas em edifícios de escritório lotados, mas nossa comunicação é orientada para o trabalho e não orientada para o relacionamento.

Podemos ter a sorte de ter amigos e familiares em nossas vidas, mas quando estamos distraídos pelos mídias sociais e ocupados unicamente com os nossos trabalhos, essas relações tornam-se cada vez mais fúteis.

Elogios, curtidas, fotos de mentira, photoshopadas, snapchat e outros aplicativos que mascaram quem somos, usamos cada vez mais máscaras e deixando de ser cada vez mais nós mesmos.

E tem quem acredite nas curtidas, nos elogios, nos absurdos.

E tem quem espere isso.

Posta para receber esses elogios e acredita neles e por isso tem uma "felicidade fútil" que não dura além de alguns segundos.

Que droga de vida é essa em!

Por sorte existe uma corrente ao contrário, é só ver uma série que passa na GNT sobre fotografia, onde nós fotógrafos somos procurados para fotografar aquilo que a mulher é, sem grandes e ilusórias produções.

Onde capturamos a sensualidade através do olhar nu da modelo que deseja ser apenas uma modelo de si mesma, sem marcas, propagandas, adereços. Belíssima série.

Belas, lindas e corajosas mulheres.

Voltando ao assunto, então o que é preciso para criar e nutrir uma relação autêntica?

Um dos maiores erros que cometemos em nossos relacionamentos é negar a verdade que gostamos, que queremos, que almejamos e, simplesmente arrumarmos desculpas para sermos infelizes, aliás, fazemos todo o possível para sermos infelizes, solitários, depressivos e por consequência deixamos o outro na mesma situação.

É uma bola de neve.

Nós negamos a verdade sobre como somos indisponíveis, como somos frágeis e incapazes até mesmo de amar.

Queremos a felicidade e esquecemos-nos de viver os momentos felizes.

Nós negamos a verdade sobre o quão pouco esforço fazemos para que nossos relacionamentos durem e deixem marcas e experiências positivas em nossas vidas e por aí vai.

Mas a boa notícia é que podemos mudar.

Todos nós podemos!

Nossas relações estão cheias de julgamentos desnecessários.

Quando julgamos, não aprendemos nada.

Devemos perceber isso.

Abra sua mente e coração.

Não julgue as pessoas só porque eles pecam de maneira diferente do que você. O mundo está mudando e não devemos ficar atrelados a conceitos e a pré-conceitos.

Não temos o direito de fazer ninguém infeliz porque o principal atingido somos nós mesmos.

Sejamos amáveis, escutemos a história do outro, nos coloquemos a disposição. Sejamos humildes, dóceis, condescendentes...

Estejamos presente na vida do outro.

Sejamos amáveis.

Ampliemos nossos pontos fortes, e não os nossos pontos fracos.

Esta é a forma de fazer uma diferença real e duradoura em nossos relacionamentos.

Não sejamos descuidamos cedendo espaço a negatividade e não provoquemos a negatividade trazendo-a para nossas vidas.

Como esperar uma vida boa, saudável, alegre agindo ao contrário?

Acreditar que nossa religião, nossas orações apenas pronunciadas irão nos proporcionar isso é a mesma coisa que acreditar que não nos molharemos saindo à chuva sem proteção alguma.

Sejamos positivos, dispensemos às pessoas um pedaço do nosso coração em vez do esquecimento, ilusão, engodo.

As pessoas que usamos hoje, que maltratamos hoje, que iludimos hoje...

Serão exatamente aquelas que nós iremos precisar amanhã.

Não existe outro caminho, atalhos, saída.

É a lei do retorno.

Verdadeiramente, o melhor presente que podemos dar a alguém, hoje, é a pureza de nossa sua atenção.

Basta estarmos presentes com ele, e prestar atenção às pequenas coisas. Lembremo-nos que atraímos para nós exatamente a energia que vibramos, que emanamos.

Geralmente atraímos a nossa cura, a nossa alegria, a nossa felicidade, mas desprezamos tais remédios sobre os mais absurdos pretextos e depois seguimos reclamando da vida, sendo infelizes e causando dores.

Nossas relações não são tão fáceis como desejamos que sejam.

Nunca serão justamente porque nós complicamos, nós ferramos com tudo.

Bons relacionamentos exigem sacrifício e compromisso.

Encarar os desafios como oportunidades para aprender nos dá a mentalidade e maturidade que precisamos para alimentar nossos relacionamentos e leva-los a um novo patamar.

Sim relacionamentos, não temos apenas um relacionamento.

Possuímos vários ao mesmo tempo.

Em casa, no trabalho, pais, esposa/esposo, filhos, amantes, tudo são relacionamentos que devem ser tratados com carinho e cuidado que merecem. Não somos de ninguém, não somos propriedades privadas e tão pouco devemos fazer do nosso semelhante uma propriedade nossa.

O ato de sinceridade em cuidar de outra pessoa está enraizado no amor e respeito. Isto significa ouvi-los de todo coração e deixá-los saber pela sua presença completa que eles são vistos, ouvidos e valorizados.

Não é um espaço onde somos o proprietário ou propriedade - é sobre ser uma testemunha da totalidade de quem eles realmente são.

Os relacionamentos saudáveis, autênticos se movem na direção de crescimento pessoal: para o relacionamento e para cada pessoa envolvido.

Crescimento e mudança são uma parte da vida que nós devemos aceitar.

Nossos relacionamentos fracassados são muito mais importantes do que imaginamos.

Todo mundo tem algo importante para nos ensinar.

Todo relacionamento baseia-se nas lições que devemos aprender.

A vida nem sempre nos dá o que queremos - nos dá exatamente aquilo que precisamos aprender para crescer, e depois, eventualmente, se apaixonar, vivenciar, ter nossos momentos de alegria que o criador nos proporciona a cada dia para o devido aprendizado.

Há uma quantidade de coisas que nos acontecem para que possamos nos libertar de nós mesmos e irmos de encontro ao próximo.

Não tente cobrir as trevas com a escuridão.

Encontre a sua luz.

Aja por amor.

Faça algo que lhe permita criar uma realidade mais gratificante.

Então, abandone hoje os fantasmas de ontem que o abalam.

Lembremo-nos de que todas as pessoas mais difíceis hoje, as mais frias que encontramos já foram tão suaves como um bebê.

A vida as tornou assim.

E essa é a tragédia da vida delas.

O que vai volta.

Ninguém jamais se fez forte, mostrando o quão pequeno é.

Nossas relações com os outros são importantes.

Então sigamos em frente encontrando um espaço tranquilo.

Valorizemos aqueles que nos deram e nos dão valor.

Não não abandone para não ser abandonado.

Verifiquemos os nossos instintos e segamos sem a influência de dogmas, padrões, crendices...

Ajustemo-nos a vida real, ao hoje.

O amanhã ninguém sabe.

Jeff Severino – jornalista de Santa Catarina.ruy.barrozo