Coluna Social
Compartilhar

Sede do Programa Dedica, inédito no Brasil, será inaugurada em CWB

O programa atua em defesa dos direitos da criança e do adolescente.O primeiro programa no Brasil a prestar atendi..

Ruy Barrozo - 31 de agosto de 2016, 11:08

O programa atua em defesa dos direitos da criança e do adolescente.

ANÚNCIO

logo dedica

O primeiro programa no Brasil a prestar atendimento especializado e interdisciplinar a crianças e adolescentes, vítimas de violência grave ou gravíssima, ganhará sede própria.

Logo mais, às 15h, será inaugurada a casa do Programa Dedica – Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, na Rua General Carneiro 95, Alto da Glória.

ANÚNCIO

O imóvel foi adquirido pela Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas, gestora do programa, com recursos do Fundo para a Infância e Adolescência, deliberados pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente - CEDCA, por meio do Fundo Estadual da Criança e do Adolescente.

Até então, um grupo de profissionais especializados, liderados pela Dra. Luci Pfeiffer, pediatra e doutora em Saúde da Criança e do Adolescente, atendeu voluntariamente dentro da estrutura do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, uma vez na semana, crianças e adolescentes vitimados. De acordo com a médica, a demanda reprimida sempre foi grande nas varas de crimes contra a Infância e a Adolescência e há um número expressivo de processos sem solução.

“Depois de um intenso trabalho de aglutinação de forças, liderados pelo presidente da Associação dos Amigos do HC, Dr. Euclides Scalco, o trabalho será realizado de forma profissional e integrada, entre os Amigos do HC e o Complexo Hospital de Clínicas, que já instituiu, em sua estrutura, o Programa PróPiá”, conta Maria Elisa Paciornik, diretora superintendente executiva da Associação.

Participam ainda o Ministério Público Estadual, o Tribunal de Justiça do Paraná, as secretarias de Estado da Educação, da Saúde, da Família e do Desenvolvimento Social, da Segurança Pública e Administração Penitenciária. A Prefeitura de Curitiba será representada pela Fundação de Ação Social FAS e pelas secretarias municipais de Educação e Saúde.

O corpo de profissionais que atuará na nova sede contará com pediatras, psicólogos, psiquiatra, psicanalista, assistente social e enfermeiros.

A expectativa é de 40 atendimentos por dia.

Outro vetor importante do programa é a formação de pessoal.

Por meio da Universidade Federal do Paraná, os alunos de Medicina, Psicologia, Direito, Enfermagem, entre outros, contarão com grade específica sobre o tema no currículo.

Residentes do HC também passarão pelo Programa.

O Dedica propiciará ainda cursos para professores, atendentes de creches, e de Centros de atendimento social e de Esportes, de forma que os responsáveis se capacitem para detectar sintomas nas crianças sob seus cuidados.ruy.barrozo