Coritiba se reforça bem em mercado difícil

Vinicius Cordeiro

coritiba regis contratações

São apenas quatro reforços, mas o Coritiba trabalha bem no mercado (pouco agitado) neste início de temporada. O lateral-esquerdo Egídio, o meia Régis e os atacantes Pablo Garcia e Alef Manga foram confirmados até agora.

Na defesa, o setor que Egídio vai ocupar era uma das dúvidas na cabeça do torcedor. Guilherme Biro chegou a atuar bem, mas todos sabem que Série A exige mais. O experiente atleta chega para ser titular pela tarimba.

No meio campo, Régis é o mastro que o Coxa precisava. Ótimo jogador, decisivo e que fez excelente Série B pelo Guarani. No ano passado, faltava um jogador como ele para criar mais oportunidades para Léo Gamalho e os atacantes das pontas.

Nesse sentido, o Coxa também evoluiu com as chegadas de Pablo Garcia e Alef Manga. Foi uma pena Waguininho não ter ficado, mas era óbvio que a dupla com ele e Igor Paixão seriam apostas muito mais arriscadas para a primeira divisão.

Dentro desse contexto todo, ainda devemos ressaltar que a diretoria do Coritiba não fez nenhum negócio de outro mundo. As desistências por Hyoran e Jhonny Lucas foram excepcionais. Ambos custariam muito para pouco retorno. Os dois possuem técnica, mas pouco mostram em disposição e garra por qualquer camisa.

A equipe já dispõe de Robinho nessa faixa do campo, que é muito mais completo e basta ter um cuidado com a parte física.

MERCADO DE CONTRATAÇÕES É FRIO

Com clubes mais conscientes, sem gastar o que não têm, o mercado do futebol brasileiro está bem morno. Inclusive, os destaques têm sido a aprovação da SAF. o entanto, como sempre, existem aquelas ilusões como Cavani no Corinthians.

As três principais equipes estão atuando de forma mais discreta. O Flamengo investiu o tempo no técnico Paulo Sousa, o novo mister, enquanto o Atlético corre atrás de um comandante. Só o Palmeiras, que teve as chegadas do meia colombiano Atuesta, do goleiro Marcelo Lomba e do atacante Rafael Navarro, trabalha mais nas posições mais pontuais.

Por outro lado, São Paulo e Fluminense são os clubes que mais movimentam o mercado da bola.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="816551" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]