Coritiba nas nuvens com Henrique e Léo Gamalho; Operário decepciona

Vinicius Cordeiro

coritiba operário série b

A abertura da nona rodada teve um Coritiba valente no triunfo sobre o Remo e um Operário tenebroso contra o Náutico.

O Coxa não convence, mas ampliou a série de triunfos. Sem rodeios, até mesmo o paraguaio Gustavo Morínigo demonstra não ligar para um futebol mais vistoso. “O objetivo é ganhar. Ganhar e subir”, disse o comandante na coletiva após a partida.

A organização da parte defensiva, com a chegada de Henrique, parece o principal ponto positivo neste momento. Mesmo que tenha sofrido gol contra os paraenses, o experiente jogador alavancou o desempenho de Leandro Castán e deu nova cara ao time.

Já no ataque, o Coritiba provou ser competitivo mesmo sem ter Rafinha e Léo Gamalho, apesar do atacante ser a melhor contratação alviverde da temporada. São 11 gols marcados em 19 jogos, números que não são comuns há bons anos no Alto da Glória.

Artilheiro nato, o Ibra do Nordeste é o tipo de goleador que coloca uma equipe no G4. Para isso, basta ser municiado como foi segundo gol, após cruzamento de Igor Paixão. O jovem atacante e Waguininho, por sinal, superam as expectativas têm mostrado que são capazes de decidir partidas na Série B.

Agora o Coxa encara Cruzeiro e Vasco da Gama em duelos entre campeões nacionais. Bons desafios para testar a equipe.

FANTASMA TOMA SACOLADA E VAI CAINDO NA TABELA DA SÉRIE B

Se o Coritiba está em ótima fase, o Operário não para de decepcionar.

Sempre é bom lembrar que a estreia do Fantasma foi uma vitória convincente sobre o Vasco em São Januário. Depois daquilo, houve o balde de água fria com a goleada diante do Guarani no Couto Pereira. O único jogo que a equipe rendeu mais foi no triunfo sobre o Cruzeiro em partida que os mineiros tiveram um expulso. Agora a frustração foi pelo 5 a 0 sofrido para o líder Náutico. Apesar da boa fase dos pernambucanos, nada justifica uma sapatada dessas.

O alerta precisa estar ligado para que o clube de Ponta Grossa siga próximo do G4. Matheus Costa não pode reclamar de elenco pois conta com jogadores de bom nível para a disputa do acesso. O problema do comandante é colocar o time no encaixe necessário.

Em busca disso, o time terá o jogo da volta contra o Londrina pela semifinal do Campeonato Paranaense, o Estadual que nunca acaba.

Inclusive, o Tubarão visita o Sampaio Corrêa neste sábado e fecha o ciclo dos paranaenses na rodada da Segundona.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="773531" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]