Auto-hemoterapia

João Marcos

A auto-hemoterapia é um tratamento que consiste em tirar o sangue da veia da própria pessoa, e imediatamente aplicá-lo no músculo. A aplicação pode ser feita no músculo deltoide que recobre o ombro ou no glúteo, nas nádegas.
Este procedimento deverá ser feito por um profissional que siga todas as regras de higiene e assepsia como a desinfecção das mãos e dos locais da aplicação. Deve ser usado álcool específico, aparelhos e agulhas esterilizadas e descartáveis.
O Conselho Federal de Medicina e a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) não reconhecem esta terapia por não ter uma pesquisa oficial. Entretanto, muitos países a reconhecem e o seu uso é recorrente na medicina preventiva e curativa em milhares de pessoas.
A auto-hemoterapia foi descoberta empiricamente em 1912 por um professor, médico Dr. François Ravaut da Universidade de Paris.

Em 1940 o Dr. Jessé Teixeira, renomado cirurgião brasileiro descobriu o mecanismo de ação da auto-hemoterapia comprovando assim seu uso para tratar e prevenir inúmeras doenças.
No Brasil, o médico clínico geral Dr. Luiz Moura foi um dos principais divulgadores desta técnica terapêutica simples e eficaz, para a manutenção da saúde e tratamento de diversas enfermidades.
Normalmente a dose é de 5 ml via intramuscular uma vez por semana. Conforme a gravidade e estágio da doença, a dosagem pode ser aumentada.
A partir do momento em que o sangue venoso entra no músculo, o organismo o reconhece como um corpo estranho e ativa a medula óssea a aumentar o número de macrófagos, células de defesa do sistema imunológico, responsáveis pela eliminação das células mortas e anormais. …..

Normalmente existem 5% de macrófagos circulantes para defender o ataque dos agentes patógenos: as bactérias, os vírus e os fungos.
Pela ativação do sistema imunológico, estes 5% de macrófagos sobem para 20% a 22%, promovendo uma defesa 4 vezes maior contra o ataque dos invasores.
A aplicação é praticamente indolor e não causa nenhuma reação local desde que aplicada corretamente. Também não tem efeito colateral, contaminação ou rejeição, haja vista que é feita com o próprio sangue da pessoa.
A auto-hemoterapia é indicada para uma gama de doenças, com destaque para a rinite, acne (espinhas), alergia, lúpus, psoríase, artrites, reumatismo, esclerodermia e outras tantas doenças autoimunes.

Eu fiz a 14ª aplicação e meus problemas sumiram completamente. Já na 3ª aplicação comecei a ver os resultados positivos. Continuo fazendo como prevenção e agora vou dar um intervalo de 30 dias e recomeçar. Nos casos de enfermidades, poderá ser feito ininterruptamente. Nenhum tratamento médico deverá ser interrompido, podendo-se fazer a aplicação da auto-hemoterapia simultaneamente.
Como o assunto é muito interessante, de suma importância e extenso, recomendo que assistam no YouTube a auto-hemoterapia com o Dr. Luiz Moura! Ele explica tudo e mostra os resultados obtidos através desta técnica. Vale a pena!
Eu vou continuar fazendo.
Boa saúde e boa sorte!


Crônicas recomendadas:  Ei… você conhece o Francis? ; Tem rodízio? 
Curta, compartilhe e siga-me no Facebook
Curta a página da editora Mérula

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook