“In Sonia”

João Marcos

Nesta madrugada de breu, onde a insônia me devora, o silêncio me atormenta, meus neurônios revolvem os mais loucos pensamentos dentre um homem e uma mulher…
Fico a me perguntar por qual razão tudo acontece…
Na verdade eu sei. Meu cérebro aturdido, advoga para a razão e meu coração, para a emoção.
Pela razão nada faço. Me castro das mais intensas emoções. Emoções que pulsam aceleradamente os pensamentos que brotam da imaginação…

Se sigo a razão, me anula a emoção. A razão não tem emoção. A emoção não tem razão.
Viver com emoção, é ter tesão. Viver com razão, é sentir compaixão.
Você é a minha emoção. Dane-se a razão…
“In Sonia” na alma e no coração!

Crônicas recomendadas: Jogue os cacos no lixo ; Observatório praiano
Curta, compartilhe e siga-me no Facebook
Curta a página da editora Mérula

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook