Não errei o presente – Parte 2

João Marcos

Vejam só! Esta semana voltei na loja que comprei o presente pra mim mesmo com a dedicatória personalizada, lembram?
Como eu imaginava, a mesma colaboradora veio me atender. Simpática, bonita e sorridente! Jogamos muita conversa dentro:

– Comentei com algumas amigas e alguns parentes sobre o fato de presentear-se. Acharam interessante e inusitado. Alguns disseram que até vão copiar a ideia!
– Que legal! Acho que merecemos e devemos presentear-nos, mesmo!
– Mas o que vai levar hoje?
– Na verdade não sei bem. O que você sugere para eu presentear uma jovem com mais o menos o seu manequim?
– Temos jeans, bermudas, camisetas… fica difícil eu sugerir.
– Verdade. Vou fazer a escolha. Tomara que eu acerte. Mas penso que você possa me ajudar. Como estamos no forte do verão, acho que uma camiseta nunca é demais.
– Está certo. Vou mostrar algumas. Temos uma infinidade delas!Gostaria de camisetas temáticas? Com logomarcas? Básicas?
– Penso que uma camiseta básica, cor neutra, combina com tudo!
– Tem razão. Veja esta aqui que linda! 100% algodão! De marca! Show de camiseta!
– Vou nessa! Faça a gentileza do pacote bem bonito!

Rimos!

– Quer que eu faça a dedicatória? De quem para quem?


Rimos mais!

– De João Marcos para você!
– Não seria melhor pôr o nome?
– Seria sim! Mas eu  não sei o seu nome…

Deixei o pacote no balcão fitando os seus olhos. Fui embora com a certeza que presenteara a pessoa certa! Ao sair da loja olhei pra trás… Ela com um sorriso sutil, agradeceu…
Acho que qualquer hora vou voltar à loja.
Contarei depois. Quando eu sair do hospital

Crônicas recomendadas: Não errei o presenteQuer sentar-se?
Curta, compartilhe e siga-me no Facebook
Curta a página da editora Mérula

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook