Somos humanos…

João Marcos

Somos insatisfeitos… reclamamos de quase tudo… não percebemos a felicidade… não avaliamos nossos dons…
Raramente valorizamos nossos predicados… Por certo o negativo nos atinge mais que o positivo… O pessimismo nos envolve mais que a esperança… O feio se sobrepõe ao belo… As mesquinharias nos atingem mais do que os reais valores… Damos mais importância ao exterior do que ao interior… À embalagem do que ao conteúdo… Às rugas do rosto do que as da alma…
Somos humanos…

Deveríamos aprender mais com os animais… Superam-nos em quase tudo… e eles são irracionais…
Deveríamos ser mais íntimos com as flores… apreciar suas formas, cores, seus perfumes…
Lembrar que para mantê-las vivas, precisamos regá-las…
Lembrar que devemos regar nossas amizades… nossos amores… para mantê-los vivos como as flores…
Deveríamos estar sempre em sintonia com a natureza mas a desprezamos… a agredimos. E todos os dias ela fala conosco… Mostrando estar viva… Pedindo socorro… Brigando com a gente… Vemos sempre na tv as enchentes, estiagens prolongadas, frio ou calor intenso…É a fragmentação do homem. Deus perdoa. A natureza não.
Por certo, somos reféns dos nossos erros… das nossas limitações…

Somos humanos…
Não avaliamos que as sete maravilhas do mundo são cinco… E harmoniosamente estão dentro de nós… O olfato, a audição, o paladar, o tato, e a visão… Nosso real patrimônio!
Não há dinheiro no mundo que os compre… somos infinitamente ricos… não enxergamos isto…
Somos humanos…
Vivemos como se fôssemos eternos… Mas, somos finitos…
Por vezes brigamos muito… até conosco mesmo. Falta-nos a perspicácia de observarmos tudo isto…

Um certo alguém já disse que viemos ao mundo sem nada, quando formos embora, nada levaremos e ficamos brigando aqui por coisas que não trouxemos e nem vamos levar.
Enfim, poderemos ser melhores… Antes de querer mudar os outros, mudar o mundo… mudar a nós mesmos…
Os ruins não são bons, porque os bons não são melhores…
Somos humanos…


Pensemos nisto!

Crônicas recomendadas: A natureza de cada um!Jogue os cacos no lixo
Curta, compartilhe e siga-me no Facebook
Curta a página da editora Mérula

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook