Grêmio rebaixado, Galo campeão e Fortaleza: Brasileirão quebra o status quo

O Campeonato Brasileiro 2021 chegou ao fim com o Atlético-MG campeão, nove clubes classificados para a Libertadores e o ..

Vinicius Cordeiro - 10 de dezembro de 2021, 08:00

(Lucas Uebel/Gremio FBPA)
(Lucas Uebel/Gremio FBPA)

O Campeonato Brasileiro 2021 chegou ao fim com o Atlético-MG campeão, nove clubes classificados para a Libertadores e o quarteto Grêmio, Bahia, Sport e Chapecoense rebaixados. De modo geral, o torneio encerra de vez qualquer status quo que ainda existia no futebol brasileiro.

Tirando Galo, Flamengo e Palmeiras de fora da equação, tivemos boas surpresas. Internacional, São Paulo e Santos, multicampeões, se contentam com as vaguinhas na Sul-Americana. Enquanto isso, vemos Fortaleza, Bragantino e América-MG classificados para a Libertadores. Mesmo mal na Série A, o Athletico se firmou ainda mais entre os principais clubes do país. Nada é à toa. Qualquer time não terá sucesso com má gestão, seja na administração ou no vestiário.

Por outro lado, veremos a Série B 2022 com seis campeões nacionais: Grêmio, Sport, Bahia, Cruzeiro, Vasco e Guarani. Em 2021, eram cinco. Sim, time grande cai e tem caído. Não se engane pela história de camisa ou tradição. O Grêmio escancara tudo isso: teve Renato Gaúcho, Tiago Nunes, Felipão e Vágner Mancini no comando. Douglas Costa, principal contratação, queria ser liberado do jogo mais importante do clube. Com o pedido negado, fez gol e deu tchau para a torcida. Uma piada de péssimo gosto.

Além disso, dos quatro times que subiram para a primeira divisão em 2020, só a campeã Chapecoense foi quem caiu. Juventude, no sufoco, Cuiabá e América permaneceram. Outro dado interessante que comprova essa quebra da ordem entre as equipes.

De resto, os principais problemas do Brasileirão são os mesmos: calendário mal organizado, sem folgas quando há jogos da seleção, e a extensa zona classificatória para as competições continentais. Apenas o 14º colocado, o Juventude, não terá nenhuma disputa internacional no próximo ano. Bizarra, principalmente em comparação com os outros países da América do Sul.

GALO E FORTALEZA SÃO AS GRANDES SENSAÇÕES

Hulk marcando o gol com o punho cerrado de Reinaldo. O artilheiro e craque do Brasileirão 2021 entendeu o contexto em que estava. Decisivo, o atacante se tornou herói e ídolo do Galo.

Everson teve boas atuações, Guilherme Arana é o melhor lateral-esquerdo do país e a dupla Allan-Jair jogou muita bola. Zaracho, Nacho, Keno e Diego Costa mostram o grande arsenal alvinegro. O Atlético se prepara para seguir encarando Flamengo e Palmeiras de peito aberto.

(Pedro Souza/Atlético)

A outra excelente notícia é o Fortaleza. Juan Pablo Vojvoda é o grande treinador do futebol brasileiro em 2021. Comandou um time com orçamento muito menor que outros rivais, como Internacional e São Paulo, e ficou na quarta posição. Yago Pikachu foi fantástico do início ao fim em um time fantástico.

O Leão e sua torcida mostraram o orgulho na vitória sobre o Bahia. Uma das cenas mais espetaculares do futebol pós-pandemia.

https://twitter.com/thaisgeorges/status/1469140778177990662

https://twitter.com/FortalezaEC/status/1469140506924003328