O caso da “loira fantasma” assustou Curitiba em 1975

José Wille


O caso da “Loira Fantasma” surgiu em Curitiba no ano de 1975, e foi realimentada por um grande jornal popular da cidade, que passou a ter maior vendagem ao explorar o assunto. Conheça melhor a história neste vídeo, produzido pela TV Band Paraná com apoio desta coluna.
E clique aqui para encontrar o grupo “Memória de Curitiba”, criado por este portal no Facebook. Ao abrir clique em “participar do grupo”.

Segundo o boato da época, um taxista foi até a polícia registrar o caso de uma moça que fez sinal para ele parar. Ela entrou no carro, sinalizou para seguir, mas desapareceu de repente quando o carro estava na frente de um cemitério. A lenda pode ter surgido com base em outro relato mais antigo, que não tinha confirmação. Era sobre uma moça loira que teria sido morta de forma violenta por um motorista maníaco. E que ela depois voltava a aparecer para outros motoristas como um fantasma.

Mesmo sem comprovação, o principal jornal popular da cidade se interessou pelo novo boato, e começou a vender muito mais, resolvendo manter a polêmica. E como os repórteres de rádio tinham o hábito de ler as notícias dos jornais, ajudaram a dar repercussão. Depois de uma série de publicações o caso acabou sumindo da imprensa. Mas marcou como uma das maiores lendas urbanas de Curitiba.

Clique aqui para encontrar outras publicações desta coluna.

Contato com José Wille

jose.wille

Previous ArticleNext Article