Pelé, o melhor de todos

Vinicius Cordeiro


Pelé completa 80 anos nesta sexta. A diferença de geração fez com que eu não visse o Rei, mas é claro que qualquer apaixonado por futebol busca lances, gols e números. Ser campeão mundial com 17 anos, marcar oito gols em um jogo, destruir o adversário quando bem quisesse. São relatos sobrenaturais para o esporte.

Muito se discute os jogadores atuais, como Messi, e a diferença para Pelé. Bem, todos são comparados a ele. Maradona, Cruyff… Ele sempre é a referência. A pergunta: “Messi vai se tornar melhor que Pelé?” mostra quem está na dianteira.

Fora isso, eu acredito em Tostão. O campeão de 70 teve o privilégio de atuar ao lado de Pelé e hoje analisa o argentino.

“… não tenho nenhuma dúvida de que Pelé é o melhor, tecnicamente mais completo.(…) Pelé era um touro genial. Messi é genial”, escreveu o colunista da Folha de S. Paulo em fevereiro de 2019.

Outro relato, esse foi um dos primeiros eu eu li, foi de Nelson Rodrigues e o complexo de vira-lata. “verdadeiro garoto, o meu personagem anda em campo com uma dessas autoridades irresistíveis e fatais. Dir-se-ia um rei”, disse o cronista em uma de suas maiores obras sobre Pelé.

“Por que perdemos, na Suíça, para Hungria? Examinem a fotografia de um e outro time entrando em campo. Enquanto os húngaros erguem o rosto, olham duro, empinam o peito, nós baixamos a cabeça e quase babamos de humildade. Esse flagrante, por si só, antecipa e elucida a derrota. Com Pelé no time, e outros como ele, ninguém irá para a Suécia com a alma dos vira-latas. Os outros é que tremerão diante nós”, completou Rodrigues na Manchete Esportiva, em março, prevendo o título de 1958.

Apesar de não existirem tantas imagens na épica, são as obras de Nelson Rodrigues, Ruy Castro ou Armando Nogueira que nos ajudam a entender o quão fantástico Pelé foi dentro de campo. O Rei construiu e é responsável por grande parte da cultura do nosso país.

Obrigado, Pelé.

PELÉ COMPLETA 80 ANOS: VEJA HOMENAGENS

Previous ArticleNext Article