Seleção brasileira segue passeando nas Eliminatórias

Vinicius Cordeiro

renan lodi seleção brasileira uruguai eliminatórias

O Brasil venceu o Uruguai por 2 a 0 nesta terça-feira (17) no jogo mais difícil (até agora) para a seleção brasileira nessas Eliminatórias.

Os uruguaios carimbaram duas bolas na trave, mas os desfalques de Viña e Luis Suárez pesaram. Cavani, irritado, acabou expulso.

Mesmo sem fazer grandes jogos, a seleção brasileira está imbatível. Foi uma boa atuação, que faz parte do processo de etapas até o Mundial. Nada espetacular, mas qualquer derrota vai criar quatrocentos questionamentos a Tite. Alguns ele merece. Contudo, a falta de uma maior competitividade nos jogos não é culpa dele.

A seleção merece enfrentar equipes melhores para ser melhor testada. Dos adversários sul-americanos apenas Argentina pode criar mais dificuldades. Uruguai mostrou que precisa estar com o time completo. Chile e Colômbia até podem tentar incomodar. Mesmo assim o Brasil é superior.

A toada deve ser a mesma até o fim das Eliminatórias: vitórias, a maioria dos jogos sem qualquer tipo de espetáculo e, no fim, a classificação para a 22ª Copa da história.

DENTRO DE CAMPO

Renan Lodi, cada vez mais imprescindível na lateral-esquerda, é o grande destaque da amarelinha. No meio campo, Éverton Ribeiro ganhou seu merecido espaço. É o melhor atleta do futebol brasileiro e muda a característica do jogo ofensivo da seleção. Um cara como ele é importante no grupo.

Richarlison, mais uma vez, foi muito bem. Gabriel Jesus e Roberto Firmino mostraram que podem atuar juntos. Mas não nos esqueçamos: ainda falta Neymar e Coutinho, a dupla preferida de Tite.

Previous ArticleNext Article