Juiz marca audiência no processo de Tiago Nunes contra o Athletico

Vinicius Cordeiro

athletico processo tiago nunes

O processo do técnico Tiago Nunes, atualmente sem clube, contra o Athletico-PR teve nova movimentação. O juiz Valdecir Fossati marcou, para o dia 28 de junho de 2021, a primeira audiência presencial entre as partes. O despacho foi publicado na última quinta-feira (29).

Tiago Nunes cobra R$ 1,1 milhão do clube. O treinador alega que o contrato previa, por exemplo, R$ 500 mil como premiação pelo título da Copa do Brasil em 2019. O resto do valor se refere a contratos de imagem, férias, 13º salário e multa da rescisão.

A ação foi iniciada em dezembro de 2019 e publicada em primeira mão pelo Paraná Portal. A pandemia do novo coronavírus afetou o andamento do processo, no qual teve apresentações de provas e contestações até julho. Vale lembrar que TRT (Tribunal Regional do Trabalho) retomou as audiências presenciais no dia 5 de outubro.

PARTE DA TORCIDA DO ATHLETICO DEFENDE A VOLTA DE TIAGO NUNES 

Mesmo com o processo, boa parte dos torcedores desejam a volta de Tiago Nunes ao Athletico. Mário Celso Petraglia, homem-forte do clube, classificou os defensores do treinador de “viúvas” na semana em que o comandante foi demitido do Corinthians, na primeira metade de setembro.

O Athletico não gostou da forma com que Tiago Nunes rejeitou a renovação de contrato. O clube soltou um comunicado em que garantiu “o maior esforço já feito na história para a continuidade de um técnico” e que o comandante havia se esquecido que treinava o time sub-19 meses antes. A frase “Gratidão é a voz do coração” encerrou a nota com tom de indignação.

No entanto, boa parte da torcida ainda sonha com o retorno do gaúcho ao comando da equipe. Além da idolatria conquistada após os títulos em 2018 e 2019, alguns fatos recentes ampliaram mais o coro.

O primeiro é a identificação. O treinador gaúcho e sua família gostaram de Curitiba e residem na capital paranaense. Em uma live da Federação Gaúcha de Futebol na semana passada, Tiago já falou que adotou a cidade como seu “quartel general”. Ele também afirmou que voltará ao Athletico, mas não sabe se será “agora ou em cinco, 10 ou 20 anos”.

Outro ponto que animou a torcida foram as demissões do técnico interino Eduardo Barros e de Paulo André, então diretor de futebol. Ambos tiveram problemas de relação com Tiago Nunes, o que também pesou na decisão do comandante em não renovar com o clube.

Uma conversa entre Petraglia e Tiago neste momento é possível, mas pouco provável. O diálogo entre os dois para acertar os ponteiros, e também costurar um acordo para finalizar o processo que corre na Justiça, seria imprescindível.

Por fim, o Athletico vive um momento de reformulação no departamento de futebol. Por enquanto a ideia é de Paulo Autuori exercer as funções de diretor e treinador até o fim da temporada. Nesse contexto, a expectativa é que a diretoria acerte com um novo técnico para 2021.

O Furacão aparece no penúltimo lugar do Brasileirão ao fim do primeiro turno. O time entra em campo nesta quarta (4), às 21h30, contra o Flamengo, no Maracanã, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Na ida, os cariocas venceram por 1 a 0.

Previous ArticleNext Article