Por que Biden, Trump e Bush NÃO bebem álcool? Nem cerveja.

Piti Hauer


O álcool é considerado a droga que mais traz prejuízos a sociedade, não somente no Brasil mas na grande maioria dos países onde o consumo é liberado e cada vez mais estes países tomam medidas para conter seu consumo, tais como: restrição do horário de funcionamento de bares, multas e penas severas para condutores de veículos que dirigem alcoolizados, taxação cada vez maior nas bebidas entre outros.

O padrão não é o de beber como muitos imaginam, ou como a propaganda quer afirmar, e mesmo apesar de termos um alto índice de dependentes do álcool (12% de adultos no Brasil), mais da metade da população não faz uso de bebidas alcoólicas.

Mas por que dos quatro últimos presidentes norte-americanos somente Barack Obama fazia uso de álcool? Nem Biden, Trump ou Bush bebem. Segundo o New York Times Biden nunca tomou uma bebida alcoólica em toda a sua vida. George W. Bush desde 1986, 15 anos antes de ser presidente, está em abstinência e Trump desde 1981 não ingere nada que contenha álcool.

Trump, em entrevista à revista americana People, o republicano contou que não bebe desde 1981, após a morte do irmão Fred, aos 41 anos, vítima de alcoolismo. George W. Bush parou de beber por causa de suas experiências pessoais negativas com o álcool, foi citado por DUI (dirigir sobre influência do álcool) e teve sua carteira de motorista suspensa. Já Biden afirmou que “Há alcoólicos suficientes em minha família” Biden cresceu com um tio com alcoolismo severo e seu filho é dependente do álcool

Joe Biden entende como o alcoolismo pode arruinar uma vida, decidiu não correr nenhum risco e simplesmente nunca começar a beber. E como afirma: “É muito mais fácil evitar o álcool completamente do que ficar viciado e depois parar.”

 

 

Previous ArticleNext Article
Presidente da Comissão de Políticas sobre Drogas da OAB-PR. Vice-presidente no Conselho Estadual de Políticas Públicas sobe Drogas do Estado do Paraná representando a OAB-PR. Especialista em Dependência Química pela UNIFESP. Professor na Faculdade Bagozzi. 1° Vice-Presidente da Fepact - Federação Paranaense das Comunidades Terapêuticas.
[post_explorer post_id="741977" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]