Anvisa autoriza estudo clínico de vacina contra Covid da norte-americana Inovio

Folhapress

Anvisa alerta sobre casos raros de Guillain-Barré após vacinação

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou nesta quarta-feira (25) a realização de um estudo clínico no Brasil de mais uma vacina contra a Covid. A pesquisa é patrocinada pela empresa norte-americana de biotecnologia Inovio Pharmaceuticals.

De acordo com a agência, esse é o 12º estudo de vacina contra a doença autorizado no país.

Os testes serão feitos com a candidata à vacina INO-4800, baseada em DNA. No local da aplicação da vacina, por via intradérmica, é usada uma técnica chamada eletroporação -a qual facilita a entrada do DNA no tecido celular por meio de um dispositivo próprio, informa a agência.

Os testes, controlados por placebo, são da chamada fase 3, a última etapa prevista de estudos, quando são avaliados a segurança, imunogenicidade e eficácia da vacina.
Ao todo, a pesquisa deve envolver 7.116 voluntários em dez países: Brasil, Argentina, Colômbia, Estados Unidos, Filipinas, México, Perú, Polônia, República Checa e Tailândia. Já os estudos iniciais ocorreram nos Estados Unidos, Coreia do Sul e China.

No Brasil, os testes devem envolver 350 pessoas em quatro estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Segundo a Anvisa, o estudo prevê a aplicação de duas doses, com intervalo de 28 dias entre cada uma. Parte do grupo receberá a vacina, e outra parte (um em cada três voluntários) receberá placebo, informa.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="785700" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]