AO VIVO: Beto Preto explica decreto para Região Metropolitana de Curitiba

Redação

beto preto decreto região metropolitana de curitiba

Beto Preto, secretário estadual da Saúde, explica o decreto do governo do Paraná publicado hoje que determina 11 cidades da Região Metropolitana sigam o lockdown moderado estabelecido em Curitiba. Os municípios são: Almirante Tamandaré, Araucária, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Campo Magro, Colombo, Fazenda Rio Grande, Pinhais, Piraquara, Quatro Barras e São José dos Pinhais.

Além disso, o decreto estadual ainda serve como recomendação para outras cidades, como Agudos do Sul Itaperuçu, Rio Branco do Sul, Bocaiúva do Sul, Tunas do Paraná, Adrianópolis, Cerro Azul, Doutor Ulysses, Lapa, Balsa Nova, Contenda, Mandirituba, Tijucas do Sul, Piên, Rio Negro, Campo do Tenente e Quitandinha.

AO VIVO: BETO PRETO FALA DO DECRETO DO GOVERNO DO PARANÁ

Beto Preto fala sobre o novo decreto para a Região Metropolitana de Curitiba. Siga:

As cidades do interior do Paraná, com exceção de Curitiba e Região Metropolitana, devem seguir as orientações do decreto 7.122/2021, publicado pelo governador Ratinho Junior na última terça-feira (16). A administração prorrogou as medidas restritivas até o dia 1º de abril. Vale lembrar: entre os decretos estadual e municipais, vale o que tiver medidas mais restritivas.

As principais medidas são o toque de recolher entre as 20 horas e 5 horas, com exceção dos profissionais e veículos vinculados a atividades essenciais. Nesse mesmo período também são proibidos a venda e o consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público e coletivo.

DECRETO DE CURITIBA: O QUE DEVE VALER PARA A REGIÃO METROPOLITANA

O decreto de Curitiba suspende o funcionamento de atividades comerciais não essenciais e prestação de serviços não essenciais, em qualquer modalidade de atendimento. Diante disso, comércio de rua (lojas, galerias e centros comerciais) e shopping estão proibidos de funcionar.

As regras também vetam a abertura de parques, academias, feiras de varejo, eventos técnicos, além de outros setores de entretenimento como bares, casas noturnas, teatros, museus e cinemas.

Segundo o texto, também não podem funcionar tabacarias, casas noturnas e atividades correlatas; salões de beleza, barbearias, atividades de estética, imobiliárias, serviços de banho, tosa e estética de animais; feiras de artesanato e feiras livres; e reuniões com aglomeração de pessoas, incluindo eventos, comemorações, assembleias, confraternizações e encontros familiares ou corporativos.

Confira a íntegra do decreto 7.145/2021, publicado hoje pelo governo do Paraná e explicado pelo secretário Beto Preto.

Previous ArticleNext Article