Coronavírus
Compartilhar

Aumenta carga de coronavírus na rede de esgoto de Curitiba

O projeto coordenado pela ANA é desenvolvido nas cidades de Curitiba, Foz do Iguaçu, Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro e Distrito Federal.

BandNews FM Curitiba - 08 de maio de 2022, 11:30

Arquivo/Daniel Castellano/SMCS
Arquivo/Daniel Castellano/SMCS

Rede de Monitoramento Covid Esgotos publicou um alerta para a cidade de Curitiba. Segundo a ANA (Agência Nacional de Águas e Saneamento), nas últimas três semanas epidemiológicas de 2022, houve um forte aumento da carga viral na rede de esgoto da capital paranaense. Os valores encontrados são de 4 a 6 vezes superiores ao que foi registrado na semana anterior a 12 de abril.

O monitoramento é feito em cinco estações de tratamento de esgoto da cidade que atendem toda a população de Curitiba e uma fração da população da Região Metropolitana. A rede de monitoramento Covid Esgotos é um projeto que foi desenvolvido durante a pandemia para ampliar a disponibilidade de informações e contribuir para o enfrentamento da pandemia no país.

A pesquisa, coordenada pela ANA e pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações de Tratamento de Esgotos Sustentáveis, é uma parceria entre Universidades Federais e empresas, com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O projeto é desenvolvido nas cidades de Curitiba, Foz do Iguaçu, Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro e Distrito Federal.

No Paraná, o projeto é coordenado pela UFPR e conta com o apoio da Sanepar e da Itaipu Binacional. No nosso site, o bandnewsfmcuritiba.com você pode acessar a nota alerta da Agência Nacional de Águas na íntegra.