Bandeira Vermelha: veja o que abre e o que fecha em Curitiba no final de semana

Redação

decreto curitiba bandeira vermelha lockdown

Devido à alta de casos e internações pela covid-19 em Curitiba, a Secretaria Municipal da Saúde, pela segunda vez desde o início da pandemia, decretou um período de bandeira vermelha. Confira o que abre e o que fecha durante o final de semana.

Segundo a prefeitura, as medidas previstas no decreto têm o objetivo de diminuir a circulação de pessoas na cidade e, assim, diminuir a disseminação do vírus entre a população.

O toque de recolher noturno deve ser respeitado das 21h até as 5h. As normas são válidas até 9 de junho.

ABRE E FECHA EM CURITIBA

Confira a lista de atividades suspensas ou restritas em Curitiba no período entre 29 de maio e 9 de junho.

BANDEIRA VERMELHA: ATIVIDADES SUSPENSAS

  • Estabelecimentos destinados ao entretenimento ou a eventos culturais, tais como casas de shows, circos, teatros, cinemas, museus e atividades correlatas;
  • Estabelecimentos destinados a eventos sociais e atividades correlatas, tais como casas de festas, de eventos ou recepções, incluídas aquelas com serviços de buffet, bem como parques infantis e temáticos;
  • Estabelecimentos destinados a mostras comerciais, feiras de varejo, eventos técnicos, congressos, convenções, eventos esportivos com público externo, entre outros eventos de interesse profissional, técnico e/ou científico;
  • Bares, tabacarias, casas noturnas e atividades correlatas;
  • Salões de beleza, barbearias, atividades de estética e imobiliárias durante a bandeira vermelha;
  • Reuniões com aglomeração de pessoas, incluídos os concursos e processos seletivos, eventos, comemorações, assembleias, confraternizações, encontros familiares ou corporativos, em espaços de uso público, localizados em bens públicos ou privados;
  • Espaços de prática de atividades esportivas individuais e coletivas, localizados em praças e demais bens públicos ou privados, estendida a vedação às academias, clubes sociais e desportivos, condomínios e áreas residenciais;
  • Cursos livres na modalidade presencial;
  • Circulação de pessoas, no período das 21 às 5 horas, em espaços e vias públicas, salvo em razão de atividades ou serviços essenciais e casos de urgência;
  • Consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas.

BANDEIRA VERMELHA: ATIVIDADES RESTRITAS

  • Atividades comerciais de rua e prestação de serviços não essenciais: das 9 às 19 horas, de segunda a sábado, apenas nas modalidades delivery e drive thru, proibido o funcionamento aos domingos;
  • Galerias, centros comerciais e shopping centers: das 9 às 19 horas, de segunda a sábado, apenas na modalidade delivery, proibido o funcionamento aos domingos.
  • Restaurantes de rua: das 10 às 22 horas, em todos os dias da semana, apenas no atendimento nas modalidades delivery, drive thru e a retirada em balcão (take away), vedado o consumo no local;
  • Lanchonetes de rua:  das 6 às 22 horas, em todos os dias da semana, apenas no atendimento nas modalidades delivery, drive thru e a retirada em balcão (take away), vedado o consumo no local;
  • Panificadoras, padarias e confeitarias de rua: das 6 às 20 horas, de segunda a sábado, aos domingos das 7 às 18 horas, vedado, em todos os dias da semana, o consumo no local durante a bandeira vermelha;
  • Lojas de conveniência em postos de combustíveis: das 6 às 20 horas, em todos os dias da semana, vedado o consumo no local;
  • Os serviços e atividades elencados neste inciso poderão funcionar das 7 às 20 horas, de segunda a sábado, sendo autorizado aos domingos apenas o atendimento na modalidade delivery até às 20 horas, vedado o consumo no local em todos os dias da semana:
    • comércio varejista de hortifrutigranjeiros, quitandas, mercearias, sacolões, distribuidoras de bebidas, peixarias, açougues, feiras livres e comércio ambulante de rua de alimentos e bebidas;
    • mercados, supermercados e hipermercados;
    • comércio de produtos e alimentos para animais;
  • Lojas de material de construção: das 9 às 19 horas, em todos os dias da semana, apenas nos atendimentos nas modalidades delivery e drive thru;
  • Atividades de comercialização de flores e plantas: das 9 às 19 horas, em todos os dias da semana, apenas no atendimento na modalidade delivery durante a bandeira vermelha;
  • Hotéis, resorts, pousadas e hostels: em todos os dias da semana;
  • Serviços de call center e telemarketing: a partir das 9 horas, e com até 50% (cinquenta por cento) da sua capacidade de operação.

Os locais devem funcionar com 50% da capacidade total.

ESCOLAS E IGREJAS

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, no setor da Educação, a capital deve seguir as orientações do Estado. Desta vez, a prefeitura vai continuar a permitir aulas presenciais na rede particular. Na rede pública, não há previsão para retomada.

Em relação às atividades religiosas, a Prefeitura de Curitiba também segue as resoluções da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde). Na capital, igrejas e templos de qualquer culto podem abrir, desde que respeitem uma ocupação máxima de 15%.

+ Confira a íntegra do decreto

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="767046" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]