Culto religioso quadruplica casos ativos e leva cinco à morte por covid no interior do PR

Redação

baborsa ferraz, culto, igreja, infectados, coronavírus, covid, covid-19

Um município com apenas 11 mil habitantes, no interior do Paraná, vai proibir cultos religiosos para evitar a disseminação da covid-19. A medida faz parte de um conjunto de normas baixado pela Prefeitura de Barbosa Ferraz nesta sexta-feira (7).

As restrições valem por 10 dias a partir deste sábado (8).

Segundo a Prefeitura de Barbosa Ferraz, no centro-oeste do Paraná, a realização de um culto religioso fez os casos ativos se multiplicarem por quatro. Em 15 dias, o número passou de 40 para 179.

O crescimento desenfreado de casos remete a uma “sessão de cura” promovida pela igreja. Entre os frequentadores estavam pacientes que se tratavam de outras doenças, como câncer.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde de Barbosa Ferraz, sem saber que estava infectado, um participante do culto espalhou a doença para os demais.

“Identificamos que várias pessoas foram infectadas durante esse culto. Por isso, estamos suspendendo todas as atividades deste tipo por 10 dias esperando que a situação melhore”, disse o prefeito Edenilson Miliossi, em entrevista à CBN.

Desde então, cinco pessoas que estavam neste culto morreram por complicações da covid-19. O número corresponde a um quarto de todos os óbitos registrados no município desde março de 2020.

Entre as vítimas estava a esposa do pastor, que tinha apenas 36 anos.

Ontem (6), Barbosa Ferraz registrou mais duas mortes por covid-19, elevando o total para 21. Entre as vítimas estava um agricultor de 60 anos, que estava na “sessão de cura”.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="762668" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]