Bares do Batel são fechados em operação da Aifu

Redação

Aifu fiscaliza bares

Equipes da Aifu (Ação Integrada de Fiscalização Urbana) fecharam na noite de sexta-feira (27/11) 21 estabelecimentos comerciais, incluindo bares, localizados na região do Batel. Em reforço às ações de prevenção e controle da propagação da covid-19 na cidade, essas equipes foram às ruas em duas operações distintas para coibir atividades irregulares e situações de aglomeração. 

 

Na operação, 23 estabelecimentos foram vistoriados no Batel e 21 foram interditados por não atender o Decreto 1600/2020. Esse decreto determinou a suspensão de atividades em bares e casas noturnas para evitar aglomerações e a propagação do covid-19. 

 

Entre os estabelecimentos fechados, foram 14 bares, dois comércios de bebidas, duas tabacarias, dois restaurantes e uma lanchonete. Um dos bares também foi notificado por situação de comércio irregular.

 

Vigilância Sanitária também faz fiscalização

 

Já na manhã deste sábado (28/11), a Vigilância Sanitária inspecionou 12 pontos comerciais, entre supermercados, lojas de departamento e pontos de comércio na região do Bairro Alto e Atuba.

 

Foram lavrados dois autos de infração e feitas cinco orientações em lojas de material de construção, comércio de bebidas e de embalagens. Os problemas encontrados foram ausência de controle de acesso; de definição da capacidade máxima de pessoas no interior do estabelecimento e de procedimento para organização de fluxo de entrada e saída de pessoas no acesso único à loja.

 

Força-tarefa contra covid-19 fiscaliza bares e casas noturnas, além de comércios

 

As duas frentes de trabalho são resultado de uma força-tarefa integrada entre governo do estado e prefeitura. Essa força-tarefa intensificou as fiscalizações em locais de aglomeração na cidade e no comércio, com as Aifus-covid e as inspeções da Vigilância Sanitária de Curitiba.

 

As Aifus (Ações de Fiscalização Integradas) são ações diárias formadas por equipes da Guarda Municipal e Urbanismo, com Policia Militar, Corpo de Bombeiros. Elas são direcionadas a bares e casas noturnas, em locais com histórico de aglomerações.

 

A Vigilância Sanitária e Guarda Municipal, por sua vez, realizam ações voltadas para o comércio. Entre eles, restaurantes, lanchonetes, shoppings, galerias, farmácias, supermercados e lojas, principalmente as de departamento. 

 

As fiscalizações e inspeções são pautadas a partir das denúncias feitas pela população, por meio da Central e aplicativo 156.

Leia também: Covid-19: Huçulak admite risco de colapso do sistema de Saúde em Curitiba: “tudo é finito”

Previous ArticleNext Article