Covid-19: após 130 dias, ocupação de UTIs do SUS em Curitiba está abaixo de 90%

Redação

covid, covid-19, coronavírus, pandemia, curitiba, boletim, sms, secretaria municipal da saúde

Pela primeira vez desde o final de fevereiro, a taxa de ocupação das UTIs do SUS para covid-19 baixou de 90% em Curitiba. Apesar disso, a prefeitura reforça que não é hora de baixar a guarda.

SMS (Secretaria Municipal da Saúde) registrou mais 21 mortes e 781 casos novos de covid-19 em Curitiba. O boletim do coronavírus foi atualizado nesta quinta-feira (1º).

As vítimas mais recentes eram 15 homens e seis mulheres, com idades entre 24 e 74 anos. Dezesseis pessoas tinham menos de 60 anos.

Com os dados atualizados, a capital agora acumula 241.280 diagnósticos positivos e 6.177 mortes por complicações da covid-19.

Segundo a pasta, Curitiba tem reconhecidamente 7.459 casos ativos de coronavírus. São contados apenas os pacientes cujo diagnóstico foi confirmado por exames laboratoriais.

Desde o início da pandemia, 227 mil pessoas foram liberadas do período de isolamento obrigatório e não manifestam mais sintomas, sendo considerados “pacientes recuperados”.

OCUPAÇÃO DOS LEITOS

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, a taxa de ocupação dos leitos de UTI do SUS para covid-19 é de 88%. Entre as 548 vagas, restam 68 livres. Durante os últimos 130 dias, a ocupação foi superior a 90%.

Em relação aos leitos clínicos, em enfermarias, existem 218 vagas entre as 746 reservadas para pacientes com coronavírus, o que representa uma taxa de ocupação de 71%.

COVID-19 EM CURITIBA

  • Mortes: 6.177 (+ 21)
  • Casos confirmados: 241.280 (+ 781)
  • Casos ativos: 7.498
  • Recuperados: 227.644

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="773189" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]