Coronavírus
Compartilhar

Centro de Pesquisa do Olfato quer difundir e ampliar conhecimento sobre o tema

Pouco comentada antes da pandemia do coronavírus, a perda de olfato - conhecida clinicamente como anosmia -  atinge cerc..

Redação - 29 de novembro de 2021, 15:11

Divulgação/Grupo Boticário
Divulgação/Grupo Boticário

Pouco comentada antes da pandemia do coronavírus, a perda de olfato - conhecida clinicamente como anosmia -  atinge cerca de 86% dos pacientes com covid-19. Nesse contexto, cresceu o debate sobre esse sentido e a importância dele para o bem-estar humano.

Não só por razões fisiológicas, mas também afetivas, o olfato cumpre um papel fundamental por ser um dos cinco sentidos humanos, assim como tato, visão, audição e paladar. Juntos, eles elevam o ser humano à condição de ser único na natureza.

Compreendendo a importância desse sentido, pouco discutido até a pandemia do coronavírus, o Grupo Boticário, um dos maiores conglomerados de beleza do mundo, anuncia a criação do Centro de Pesquisa do Olfato.

Área dedicada ao estudo do sentido, o grupo pretende, por meio do desenvolvimento tecnológico e científico,  fomentar e difundir conhecimento em torno do tema.

"Para nós, o olfato vai além da função fisiológica relacionada ao odor e suas memórias", afirma Gustavo Dieamant, diretor executivo de P&D do Boticário, que lidera o Centro de Pesquisa ao lado de Rafael Muller, Diretor de Categoria de Perfumaria.

De acordo com Dieamant, que é também Doutor em Neuroimunoendocrinologia Cutânea, o olfato tem uma relação funcional com a pele, um dos órgãos mais complexos do corpo humano.

"Essa interação diz muito sobre os efeitos biológicos positivos gerados por algumas fragrâncias e seus componentes, por exemplo. É uma ciência que tem sua beleza, mas também sua complexidade", pondera.

O Centro de Pesquisa do Olfato reunirá pesquisadores, médicos, especialistas em neurociência, em perfumaria e comportamento humano, atuando em quatro pilares: Ciências das Emoções; Diversidade Sensorial; Futuro do Olfato e Disseminação do Conhecimento.

De acordo com o Grupo Boticário, além a criação do centro, a empresa disponibiliza desde o dia 25 de novembro hub de conteúdo para o público com materiais, artigos, pesquisas e até mesmo um canal de conversa para compartilhamento de relatos sobre a perda olfativa.