Coronavírus
Compartilhar

Cidade no interior do Paraná confirma morte de criança de 9 anos por Covid-19

Uma criança de nove anos morreu em Maringá, no interior de Paraná, vítima da Covid-19. A informação foi confirmada pela ..

Redação - 28 de dezembro de 2021, 14:04

Divulgação/NIAID
Divulgação/NIAID

Uma criança de nove anos morreu em Maringá, no interior de Paraná, vítima da Covid-19. A informação foi confirmada pela prefeitura de Astorga, onde o menino morava com a família.

O menino foi internado no Hospital Universitário de Maringá, no último dia 21, com quadro de inflamação no apêndice. Segundo a prefeitura, ele foi transferido para a Santa Casa, onde fez o exame RT-PCR e recebeu o diagnostico positivo para a Covid-19.

O garoto foi tratado da apêndice, mas o quadro de Covid-19 se agravou nos últimos dias, o que levou o menino à morte. A cidade ainda confirma que o atestado de óbito mostra que a causa da morte da criança foi o coronavírus.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) já confirmou 37 mortes de crianças com menos de 10 anos por conta da Covid-19.

BRASIL AINDA NÃO COMEÇOU A VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 EM CRIANÇAS

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso da vacina da Pfizer em crianças com idade de 5 a 11 anos. Porém, o Ministério da Saúde declarou que a vacinação só deve começar em janeiro de 2022. O presidente Jair Bolsonaro já declarou ser contrário a medida.

Nesta terça-feira (28), o Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, considerado o maior estabelecimento pediátrico do país, publicou nota em seu site oficial se posicionando favoravelmente à vacinação de crianças contra a covid-19. Segundo a nota, o hospital registrou em 2021 1.285 casos positivos da doença em crianças e adolescentes, com 20% de necessidade de internamento. No ano de 2020, foram 311 casos e só nove internamentos.

"Para o combate de qualquer pandemia, a melhor solução sempre foi a vacina. É inquestionável que os benefícios da vacinação em crianças superam os eventuais riscos", afirmou o diretor-técnico do Pequeno Príncipe, Donizetti Dimer Giamberardino Filho.

LEIA TAMBÉM: Com alta de casos, hospital infantil defende vacinação de crianças