Covid-19: empresários paranaenses enviam carta aos governos pedindo agilidade na vacinação

Redação

Covid: 97% dos vacinados em Curitiba voltaram para segunda dose, diz SMS

Empresários que fazem parte da Rede de Solidariedade do Paraná, que ajudaram o poder público no combate à Covid-19, divulgaram nesta terça-feira (13) uma carta direcionada à Prefeitura de Curitiba, Governo do Paraná e Ministério da Saúde pedindo agilidade na vacinação.

No manifesto, os empresários pedem aos governantes empenho e atenção para que as doses da vacina cheguem à população com maior rapidez e em quantidade suficiente para todos.

“Agora é o momento de gestores municipais e estaduais se unirem ao governo federal em um só esforço pela aquisição imediata desses imunizantes. Nossa população e nossa economia não vão aguentar mais um ano de trabalho remoto, ensino remoto e relacionamentos à distância”, diz a carta.

O documento foi enviado ao prefeito de Curitiba, Rafael Greca, ao governador do estado, Carlos Massa Ratinho Junior, e ao Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Para à população, a carta pede conscientização, senso de coletividade e respeito ao próximo. “Neste período em que é tão fácil disseminar o vírus e contaminar inúmeras outras pessoas, atitudes individualistas produzem impactos graves para toda a sociedade”, ressalta o documento.

A carta apela ainda aos demais empresários que, com solidariedade, possam contribuir com campanhas de arrecadação de recursos e distribuição de equipamentos, medicamentos e outros insumos hospitalares neste, que é um dos momentos mais críticos da pandemia da Covid-19 no país.

“Não podemos ficar de braços cruzados diante de tantas vidas sendo perdidas. Estamos há mais de um ano trabalhando e empenhando esforços para minimizar os efeitos trágicos desta pandemia, por meio da Campanha O Amor Contagia e também com a mobilização de nossos empresários para ajudar hospitais e a população de nosso estado. Já conseguimos arrecadar mais de R$ 12 milhões na campanha e ajudamos 50 hospitais de todo o Paraná, além de entidades assistenciais”, diz o manifesto.

Quem quiser ajudar, basta acessar o site da Campanha (clique aqui). A arrecadação nasceu da união das promotorias de Justiça do MPPR (Ministério Público do Paraná) e MPT-PR (Ministério Público do Trabalho) que firmaram uma parceria com a UFPR (Universidade Federal do Paraná) e a Funpar (Fundação de Apoio da Universidade Federal do Paraná).

A campanha tornou-se um canal confiável para entidade e pessoas físicas que tem interesse em destinar algum recurso para os hospitais da linha de frente de combate à Covid-19. Os recursos são geridos por um comitê, que fiscaliza e faz a prestação de contas. Todas as doações e destinações podem ser acompanhadas on-line no site da Funpar.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="757501" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]