Covid-19 já matou 2,3 milhões de pessoas em todo o mundo

Redação

covid-19 mata 2,3 milhões no mundo

Um levantamento feito a partir de dados oficiais de todos os países, mostra que a pandemia provocada pelo novo coronavírus matou até este sábado (6) 2.310.234 pessoas no mundo. Foram apurados 105.750.940 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus desde dezembro de 2019. O balanço foi divulgado pela AFP neste domingo (7) e veiculado pela emissora portuguesa RTP.

Além disso, de acordo com o balanço, pelo menos 64.417.600 casos são considerados curados.

A agência informa que os números se baseiam nos balanços fornecidos diariamente pelas autoridades sanitárias de cada país e excluem revisões realizadas posteriormente por organismos de estatística, como ocorre na Rússia, Espanha e no Reino Unido.

Só no sábado, 11.728 pessoas morreram de covid-19 em todo o mundo. Nos Estados Unidos foram 2.862; no México, 1.496; e no Brasil, 978. Esses são os três países com maior número de mortes registradas oficialmente.

Ainda no sábado, quase meio milhão de novos casos, 427.072, foram confirmados oficialmente em todo o mundo.

Os campeões de casos e mortes por covid-19

O levantamento mostra que os Estados Unidos são o país mais atingido pela pandemia de covid-19. Isso levando em conta tanto em número de mortes como de novos casos. O registro tem um total de 462.181 mortes em 26.918.271 casos diagnosticados, segundo números da universidade Johns Hopkins.

O Brasil vem em seguida, com 231.012 mortos em 9.497.795 casos. Depois, o México, com 165.786 mortos em 1.926.080 casos. Aí vem a Índia, com 154.996 mortos em 10.826.363 casos. E o Reino Unido, com 112.092 mortos em 3.929.835 casos.

Mas os países com números de mortes por covid-19 mais elevados por 100.000 habitantes desde o início da pandemia, segundo a agência, são a Bélgica (184), a Eslovénia (174), o Reino Unido (165), a República Checa (161) e Itália (151).

 

Leia também: Para difundir cloroquina, Bolsonaro mobilizou cinco ministérios, estatal, conselhos, Exército e Aeronáutica

Previous ArticleNext Article