Covid-19: jovens já são maioria entre internamentos de UTI no Brasil, alerta Conass

Rafael Nascimento

leito de uti, uti, hospital, alta complexidade, respirador, ventilação mecânica, coronavírus, covid-19, brasil, paraná, curitiba

A disseminação das novas variantes da covid-19 pelo Brasil provocou o agravamento rápido do quadro de saúde dos pacientes que contraem a covid-19 e fez explodir o número de infecções entre jovens no país.

Segundo o Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass), alguns especialistas já dizem ser possível afirmar que não existe mais grupo de risco para a doença.

Em suas redes sociais, o Conass alertou que pessoas com até 40 anos representam a maioria dos internamentos em UTI pela covid-19 no país. Em março, 58,1% dos brasileiros que ficaram em estado grave e deram entrada em unidades de terapia intensiva pertenciam a esse grupo – dado levantado pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB), com base na análise de 20 mil leitos.

Em contrapartida, a ocupação desses leitos por idosos registrou queda de 42% no mesmo período. Hoje, a cada 100 pessoas hospitalizadas, apenas sete são idosos, ainda conforme o Conass.

O órgão orienta o reforço das medidas de prevenção da covid-19, como uso correto da máscara, higienização das mãos, além do distanciamento social e cumprimento dos protocolos de segurança sanitária em vigência no país, sobretudo quanto a não aglomeração, cada vez menos frequente entre jovens.

BRASIL SE APROXIMA DOS 14 MILHÕES DE CASOS CONFIRMADOS 

O Brasil se aproximou nesta segunda-feira (19) da marca de 14 milhões de casos confirmados da covid-19, de acordo com boletim divulgado pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass).

O levantamento diário do órgão registra 30.624 novos casos e 1.347 mortes em decorrência da doença nas últimas 24 horas.

Com os diagnósticos positivos confirmados hoje, o Brasil alcançou 13.973.695 milhões de infectados pela covid-19.

Ainda de acordo com o levantamento, 374.682 pessoas morreram no país nesse período de pandemia.

Diariamente, o Conselho Nacional de Secretários da Saúde atualiza seu painel de monitoramento da covid-19 no Brasil, com base nos dados fornecidos pelas secretarias estaduais dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal.

Nesta segunda-feira (19), a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 2.866, enquanto a média móvel de casos confirmados da covid-19 nos últimos 7 dias é de 65.127.

A taxa de letalidade da doença se manteve em 2,7%, enquanto a taxa de incidência é de 6.649,5 a cada 100 mil habitantes.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="758725" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]