Coronavírus
Compartilhar

Covid-19: quarta dose da vacina será aplicada em pessoas acima de 40 anos no Paraná

Aplicação deve ser feita com vacinas da Pfizer, Janssen ou AstraZeneca. Imunização para esse grupo deve começar ainda nesta semana.

Redação - 20 de junho de 2022, 15:37

(Foto: Walterson Rosa/MS)
(Foto: Walterson Rosa/MS)

O Paraná anunciou nesta segunda-feira (20) que a quarta dose da vacina contra a Covid-19 será aplicada em pessoas acima de 40 anos. A imunização para esse grupo deve começar ainda nesta semana, de acordo com recomendação da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná).

Até junho, a aplicação da quarta dose, também chamada de segunda dose de reforço, era recomendada para quem tem mais de 60 anos. No dia 4 deste mês, foi anunciada a inclusão de quem é acima dos 50. Agora, uma nova abrangência: para quem tem mais de 40.

“Temos plena confiança que os índices da Covid-19 só são considerados estáveis hoje graças à vacinação, e, para isso, precisamos disponibilizar as vacinas para o maior número de pessoas. Vamos repassar a orientação aos municípios e disponibilizar mais doses para aqueles que precisarem”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, César Neves.

Segundo o Ministério da Saúde, 1,6 milhão de paranaenses, entre 40 e 49 anos, devem receber a nova dose do imunizante. Para tomar a quarta dose de reforço, deve ser dado um intervalo de quatro meses no mínimo em relação à aplicação da terceira.

A determinação é que a nova dose da vacina contra a Covid-19 seja aplicada com imunizantes da Pfizer, Janssen ou AstraZeneca.

NÚMEROS DA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 NO PARANÁ

Os números da vacinação contra a Covid-19 no Paraná, de acordo com o Vacinômetro Nacional, indicam que mais de 24 milhões de doses foram aplicadas no estado, distribuídas nas seguintes fases:

  • 10.036.273 primeiras doses
  • 9.065.245 segundas doses 
  • 334.380 doses únicas
  • 4.918.815 doses de reforço 
  • 340.591 doses adicionais

A cobertura vacinal no estado está em 96,09% da população vacinada com a primeira dose; 87,66% vacinados com a segunda dose ou dose única; 50,36% com a dose de reforço; e 3,65% com doses adicionais.