Coronavírus
Compartilhar

Covid: Sesa confirma segundo caso da variante indiana no Paraná

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) confirmou no Paraná o segundo caso da cepa B.1.617 da Covid-19,, popularmente con..

Redação - 25 de junho de 2021, 11:02

Paraná mantém liderança nacional na detecção da Covid-19 - Esse resultado só foi alcançado em função da parceria com a Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19, implantada pelo Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP) em abril de 2020, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) do Rio de Janeiro e o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar). O laboratório ultrapassou nesta semana a marca de 2 milhões de testes RT-PCR. Esta foi a primeira central de testagem de alto processamento do Brasil e a unidade que mais realizou testes até agora em todo o País. -  Curitiba, 20/05/2021  -  Foto: José Fernando Ogura/AEN
Paraná mantém liderança nacional na detecção da Covid-19 - Esse resultado só foi alcançado em função da parceria com a Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19, implantada pelo Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP) em abril de 2020, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) do Rio de Janeiro e o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar). O laboratório ultrapassou nesta semana a marca de 2 milhões de testes RT-PCR. Esta foi a primeira central de testagem de alto processamento do Brasil e a unidade que mais realizou testes até agora em todo o País. - Curitiba, 20/05/2021 - Foto: José Fernando Ogura/AEN

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) confirmou no Paraná o segundo caso da cepa B.1.617 da Covid-19,, popularmente conhecida como variante indiana ou delta. A identificação foi feita por sequenciamento genômico do vírus SARS-CoV-2, realizado pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) em uma pessoa que está em Apucarana, na 16ª Regional de Saúde.

De acordo com a secretaria, o caso foi confirmado em uma mulher de 42 anos que está grávida e é residente do Japão. Ela chegou no Brasil no dia 5 de abril e realizou a coleta de exames RT-PCR para diagnóstico da Covid-19 antes de embarcar, tendo resultado negativo para a doença.

Dois dias após sua chegada, em 7 de abril, a gestante iniciou sintomas respiratórios, fez um novo exame, sendo positivo. A paciente precisou ser internada no dia 15 de abril e, devido ao agravamento dos sintomas, em 18 de abril passou por uma cesariana de emergência e, infelizmente, foi a óbito no mesmo dia.

O recém-nascido, prematuro de 28 semanas, ficou internado até o dia 18 de junho e teve o resultado do exame negativo para a infecção da Covid-19. Atualmente, o bebê está saudável e segue em acompanhamento pelas equipes em Apucarana. Os demais integrantes da família desta gestante seguem saudáveis.

GRÁVIDA TEVE CONTATO COM PRIMEIRO CASO DA VARIANTE INDIANA

Esta gestante era amiga próxima da filha da primeira pessoa confirmada com a variante indiana no Paraná. Esta filha confirmou que foi visitá-la no dia 07 de abril. Ela teve Covid-19 confirmado, mas fez teste de antígeno (farmácia), não sendo possível realizar análise genética desta pessoa, mas sim de alguns de seus familiares. A Sesa aguarda o resultado de outras duas pessoas desta família. Elas permanecem sob vigilância do município.

A variante delta, originada na Índia, é mais transmissível que as outras e preocupa autoridades sanitárias em todo o mundo. Segundo um estudo, essa nova cepa pode representar 90% dos casos de toda a Europa até o final de agosto.

NÚMEROS DA COVID NO PARANÁ

Desde o início da pandemia, o Paraná enviou 926 amostras de SARS-CoV-2 para sequenciamento genômico. Destes, 600 foram sequenciadas e 326 permanecem em análise.

Conforme o último boletim, o Estado acumula 1.243.845 casos confirmados e 30.169 mortes. Com 94% de ocupação dos leitos de UTI, 2.386 pacientes com confirmação da doença estão internadas.

Além disso, 410 pessoas estão na fila por internação.