Curitiba tem mais 20 mortes e 1.431 casos de covid-19; 94% das UTIs estão ocupadas

Redação

boletim covid-19 curitiba 9/12

A prefeitura de Curitiba divulgou que foram registrados mais 20 mortes e 1.431 casos de covid-19 nesta quarta-feira (9). De acordo com o boletim da SMS (Secretaria Municipal de Saúde), 13 óbitos foram registrados nas últimas 48 horas.

Dessas 20 novas vítimas, 14 eram homens e seis eram mulheres, com idades entre 39 e 86 anos. Todos tinham algum fator de risco para complicações da doença.

Com a atualização de hoje, Curitiba acumula 1.882 mortes e 91.038 casos confirmados de coronavírus. 75.079 pessoas estão liberadas do isolamento e são consideradas recuperadas.

Contudo, a capital paranaense ainda registra 14.077 casos ativos, o que representa o número de pessoas capazes de transmitir o vírus.

TAXA DE OCUPAÇÃO DAS UTIs 

A taxa de ocupação dos leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 está em 94%. Dos 358 leitos existentes, restam 23 livres.

A Secretaria da Saúde de Curitiba ativou hoje mais dois leitos de UTI para covid-19 no Hospital do Idoso. Além disso, a pasta ressalta que todos os pacientes que são internados com quadro de síndrome respiratória aguda grave vão para os leitos exclusivos covid-19, e não apenas os casos confirmados da doença.

Confira os números totais da covid-19 em Curitiba (boletim 09/12):

  • 91.038 casos confirmados;
  • 14.077 casos ativos;
  • 75.079 pessoas recuperadas;
  • 1.882 mortes.

CURITIBA DEIXA DE MONITORAR CASOS DE COVID-19 POR FALTA DE EQUIPE

Por causa do avanço da covid-19, a prefeitura decidiu parar de acompanhar todos os pacientes com coronavírus. A partir de agora, os profissionais da SMS só vão acompanhar casos moderados em pessoas com comorbidades e/ou com mais de 60 anos de idade.

“A ligação diária, feita por servidores, se tornou uma tarefa de difícil execução. Por isso, o município optou por usar a inteligência artificial. Pacientes com casos leves e moderados recebem mensagens a cada 24 horas ou 48 horas perguntando sobre seu estado de saúde. Quando há piora, o paciente é encaminhado para a Central de Atendimento para que o atendente tome as providências necessárias”, afirma a Secretaria Municipal da Saúde.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="733419" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]