Veja o que muda e o que passa a valer em Curitiba com o decreto da bandeira amarela

Redação

Covid-19: Curitiba ultrapassa a marca de 30 mil contaminados

Curitiba passa a ter novas determinações das atividades durante a pandemia de covid-19 nesta terça-feira (18), quando o decreto 1080, que define a bandeira amarela passa a valer. Confira o que muda e as regras definidas pela prefeitura!

Apesar de flexibilizar e aumentar o horário de funcionamento de diversos setores, a prefeitura ressalta que aglomerações ainda são proibidas. Ou seja, festas, eventos sociais e etc seguem vetados. Congressos, convenções, mostras comerciais, feiras técnicas ou de varejo também estão vetadas.

CURITIBA TEM NOVO DECRETO E VOLTA À BANDEIRA AMARELA

A prefeitura de Curitiba determinou voltar à bandeira amarela após 65 dias por falar que os indicadores mostram uma melhora nos números da covid-19. Contudo, o uso de máscara, proibição de aglomerações e a manutenção do distanciamento social ainda são pontos fundamentais para o controle da doença.

Até agora Curitiba soma 818 mortes e 27.657 casos de coronavírus. Veja o boletim completo aqui.

O sistema de bandeiras foi elaborado pela SMS (Secretaria Municipal da Saúde) no início da pandemia. A cores amarela (alerta), laranja (risco médio) e vermelha (risco alto) são representadas pelas notas 1, 2 e 3, valores da taxa calculada por meio de nove indicadores. Seis deles avaliam o nível de propagação da doença e três monitoram a capacidade de resposta do Sistema de Saúde da cidade.

Conforme a SMS, houve redução em cinco fatores importantes:

  • queda de 20% no número de casos novos;
  • queda de 20% no número de óbitos;
  • queda de 10% na taxa de ocupação das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva);
  • queda de entre 30 e 40% no número de pacientes com quadros respiratórios em UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e unidades de Saúde;
  • queda da taxa de transmissão para 0,88.

BARES

Os bares podem voltar a funcionar entre 6h e 23h, horários já determinados para restaurantes e lanchonetes. No entanto, música ao vivo é proibido.

PARQUES

Os parques serão reabertos de maneira gradativa em Curitiba. 18 deles, espalhados pelas 10 regionais da cidade, abrem nesta terça-feira para evitar aglomerações.

O Tingui, Barigui, Barreirinha, Tropeiros, Guairacá, Mairi, Cambuí, Mané Guarrincha, Yberê, Lago Azul, Atuba, Passaúna, Tanguá, Bacacheri, São Lourenço e Náutico foram os escolhidos para reabrirem primeiro.

Os seguintes ainda serão divulgados pela prefeitura de Curitiba conforme a avaliação técnica sobre fluxo de visitantes.

FEIRAS

Todas as 89 feiras de Curitiba podem voltar a funcionar a partir desta terça-feira. Destas, 24 são feiras livres diurnas, gastronômicas e orgânicas. Incluindo a tradicional feirinha do Largo da Ordem, um dos principais passeios turísticos da cidade, todas reabrem a partir do próximo sábado.

No entanto, todas precisam seguir as seguintes regras: uso de máscara, evitar aglomerações e ter distanciamento em frente às barracas e trailers.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Paraná Portal (@paranaportal) em

Previous ArticleNext Article