Coronavírus
Compartilhar

Curitiba faz repescagem e imuniza nascidos em 2012 neste sábado

Podem buscar aa vacina anticovid ainda nesta sexta (4) todas as crianças nascidas em 2010 e 2011 que ainda não receberam a primeira aplicação.

Redação - 04 de fevereiro de 2022, 16:11

Foto: Ricardo Marajó/SMCS
Foto: Ricardo Marajó/SMCS

Curitiba irá vacinar as crianças nascidas em 2012 contra a Covid-19 neste sábado (5), informou hoje a Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

A ampliação da campanha de vacinação na Capital foi motivada pela baixa procura pela imunização das crianças nesta sexta-feira (4), segundo a pasta. Até as 12 horas, pouco mais de 500 crianças foram vacinadas contra a doença.

Cronograma de vacinação das crianças em Curitiba

Poderão buscar a primeira dose da vacina anticovid ainda nesta sexta-feira (4), todas as crianças nascidas em 2010 e 2011 que ainda não receberam a primeira aplicação.

No sábado (5), além das crianças nascidas entre 6 de fevereiro e 31 de dezembro de 2010 e todo o ano de 2011 por meio de repescagem, também poderão receber a primeira dose todas as crianças nascidas em 2012.

“É muito importante vacinar as crianças antes do retorno das aulas, a vacina é nossa principal arma contra a pandemia, e se pretendemos colocar um fim nisso, precisamos do maior número de pessoas vacinadas. Já temos a prova de que a vacina é eficaz e segura”, orienta a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak.

Segundo a prefeitura, serão 27 pontos de vacinação no sábado, com atendimento das 8h às 17h. Os endereços serão atualizados no site Imuniza Já na aba “Locais de vacinação”. Antes de se deslocar para a vacinação confira os locais de atendimento.

A SMS orienta ainda que os responsáveis façam o cadastro prévio da criança no Aplicativo Saúde Já, essa ação agiliza o fluxo da vacinação. Crianças acompanhadas pelo SUS de Curitiba já estão cadastradas. 

No dia da vacinação é necessário que a criança esteja acompanhada de um familiar ou responsável.

Também deverá ser apresentado documento de identificação e CPF da criança, documento de identificação com foto e comprovante de residência em nome do responsável pela criança. 

A vacina contra a covid-19 para crianças não deve ser aplicada de forma simultânea com imunizantes para outras doenças, a recomendação é de que seja dado um intervalo de 15 dias.

Crianças que testaram positivo para a doença também devem aguardar os intervalos para receber o imunizante, que nesse caso é de 30 dias após a data de início dos sintomas.

A vacinação das crianças com 5 anos e das imunossuprimidas de qualquer idade deve ser feita exclusivamente com o imunizante pediátrico da Pfizer, conforme recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa.

Após a liberação da Anvisa, o Ministério da Saúde incluiu no dia 21 de janeiro a Coronavac na campanha de vacinação contra a covid-19 para a faixa etária de 6 a 17 anos.