Curitiba vacinou 1.480.019 pessoas contra a covid-19

Redação

vacinação covid curitiba

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba divulgou que 1.480.019 pessoas tomaram vacina contra a covid-10 – a primeira dose ou dose única da Janssen – até esta quinta-feira (7/10).

Ao todo, Curitiba já aplicou 2.581.872 unidades do imunizante, sendo 1.441.884 primeiras doses e 1.067.325 segundas doses; 38.135 doses únicas e 34.528 doses de reforço.

Entre a população com 18 anos ou mais, 1.396.251 curitibanos receberam a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. Destes, 1.105.402 já completaram o esquema vacinal até esta terça-feira (28/9), sendo que 1.067.267 pessoas receberam a segunda dose da vacina e outras 38.135 pessoas receberam a vacina em dose única.

Ao todo, 98,7% dos moradores de Curitiba acima de 18 anos já recebeu ao menos uma dose do imunizante e 76% concluíram o esquema de imunização (duas doses).

Curitiba também está aplicando as doses de reforço para idosos de 70 anos ou mais que já completaram o ciclo de imunização e pessoas imunossuprimidas com o esquema vacinal anticovid completo. Até esta quinta-feira (7/10), 34.528 pessoas desses grupos receberam a dose de reforço.

CURITIBA: VACINAÇÃO CONTRA A COVID EM ADOLESCENTES

Até o momento, a SMS vacinou 45.633 adolescentes entre 12 e 17 anos. Destes, 58 já receberam também a segunda dose, sendo do grupo de gestantes abaixo de 18 anos.

Além disso, Curitiba recebeu 2.949.035 doses de vacinas do Ministério da Saúde e repassadas pelo governo estadual. Destas, 1.523.596 são para primeira dose, 1.316.198 para segunda dose, 38.975 doses de aplicação única e 70.266 doses de reforço. Nesse montante já estão contabilizados os 5% de reserva técnica.

A reserva técnica é uma medida de segurança, faz parte dos protocolos da logística e é necessária para evitar problemas no fluxo de imunização que possam ser causados por imprevistos eventuais, como por exemplo, quebra acidental de frascos.

O município tem capacidade para vacinar até 30 mil pessoas por dia e o avanço do cronograma de imunização ocorre à medida que as doses são enviadas pelo Ministério da Saúde ao governo estadual, responsável por distribuir os lotes do imunizante aos municípios.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="795344" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]