Coronavírus
Compartilhar

Curitiba volta a recomendar o uso de máscaras em locais fechados

Decisão é baseada em coeficientes medidos como forma de monitoramento da pandemia: incidência semanal, internamentos e mortalidade semanal.

Johan Gaissler - 20 de maio de 2022, 18:05

(Foto: Daniel Castellano/SMCS)
(Foto: Daniel Castellano/SMCS)

Curitiba voltou a recomendar o uso de máscaras em locais fechados ou que tenham aglomeração de pessoas. A decisão foi comunicada oficialmente nesta sexta-feira (20), através de um protocolo para evitar a propagação da Covid-19, e já havia sido antecipada pelo diretor do Centro de Epidemiologia da SMS (Secretaria Municipal da Saúde), Alcides Oliveira.

A indicação do uso da máscara vale para locais como o transporte coletivo, terminais, estações-tubo, shows, eventos esportivos, shoppings, lojas supermercados.

Segundo a Prefeitura de Curitiba, a decisão é baseada em coeficientes medidos como forma de monitoramento da pandemia. São eles: incidência semanal, internamentos e mortalidade semanal.

De acordo com o protocolo, são recomendadas as seguintes medidas de prevenção à doença:

  • Uso de máscara de proteção facial para ingresso e permanência em todos os espaços fechados e serviços de saúde de Curitiba
  • Uso de máscara de proteção facial para quem apresentar sintomas da Covid-19 e Influenza, em ambientes fechados e abertos
  • Isolamento de pessoas com diagnóstico confirmado de Covid-19 ou Influenza
  • Isolamento de pessoas que estejam com sintomas respiratórios ou que mantém contato com quem tem Covid-19 ou Influenza
  • Manter o calendário de vacinação com todas as doses em dia
  • Manter a etiqueta respiratória, cobrindo boca e nariz com a dobra do cotovelo
    ou lenço de papel ao tossir e espirrar.
  • Higienizar as mãos com álcool 70% ou água e sabonete líquido sempre que
    tocar o nariz, boca e os olhos, ao tocar em superfícies e objetos possivelmente
    contaminados
  • Não compartilhar objetos pessoais
  • Disponibilizar álcool gel 70% em diferentes pontos dos estabelecimentos,
    principalmente na entrada para utilização por clientes e funcionários
  • Manter os ambientes sempre arejados e ventilados, preferencialmente de
    maneira natural. Em caso de utilização de equipamentos de ar-condicionado,
    deve-se manter os componentes limpos e com a manutenção preventiva
    atualizada
  • Manter a limpeza dos ambientes internos e externos principalmente nas
    superfícies amplamente tocadas, com produtos devidamente regularizados
    juntos à Anvisa, como água sanitária
  • Evitar aglomeração de pessoas
  • Adaptação de bebedouros "a jato"
  • Higienizar e não compartilhar brinquedos (para crianças)
  • Não ir à escola em caso de sintomas respiratórios (para crianças)
  • Levar para um espaço reservado caso apresente sintomas na escola (para crianças)

SITUAÇÃO DA PANDEMIA EM CURITIBA

A medida ocorre em momento de aumento dos diagnósticos positivos para a Covid-19 em Curitiba. Nessa semana, a cidade passou de 10 mil casos ativos, mesmo patamar atingido nos primeiros meses do ano. 

Na capital paranaense, o aumento de quem ainda está com o coronavírus e com potencial de transmissão foi de 299% nos últimos 14 dias. No mesmo período, a média móvel de novos casos cresceu 171%.

A taxa de reprodução do vírus, atualmente, está em 1,42 em Curitiba. Como está maior que 1, indica crescimento, pois, a cada 100 pessoas infectadas a transmissão pode ocorrer para outras 142.