Fila de espera por leitos tem redução de 76%, mas ainda preocupa no Paraná

Joyce Carvalho - CBN Curitiba

mortes covid-19 paraná

A fila de espera por leitos de UTI e de enfermaria, exclusivos para o tratamento da Covid-19 pelo Sistema Único de Saúde (SUS), está em 321 pessoas, de acordo com informações da Secretaria de Estado da Saúde sobre o panorama do sistema de saúde nesta quarta-feira (21). São 114 pacientes aguardando um leito de UTI e outros 207 que esperam por uma vaga em enfermaria, em todo o Estado.

Metade dos pacientes que aguardam uma vaga precisa esperar por até quatro horas, segundo a Sesa. Mas essa espera pode superar dois dias para 5% dos casos (2.638 pessoas), segundo dados da própria secretaria. Outros 8% do total de pacientes (4.129) aguardam por um leito entre 24h e 48h.

O cenário segue preocupante porque ainda há pacientes nesta fila de espera, apesar de uma redução significativa com o mês de março, quando o sistema de saúde estava bastante pressionado diante da grande quantidade de casos de Covid-19 que demandavam internamento. Na comparação dos dados de 21 de abril com os de 16 de março, quando houve o pico na fila de espera, a queda é de 76,3%.

No dia 16 de março, 1.357 pacientes aguardavam por uma vaga em UTI ou enfermaria exclusivos para Covid-19 em hospitais que atendem pelo SUS. Naquela data, 641 pessoas esperavam por um leito de UTI e outras 716 por uma vaga em enfermaria.

A resposta das secretarias de Saúde foi a ativação de leitos durante o mês de março, que se tornou o período mais crítico da pandemia de Covid-19. Mesmo assim, o número de pessoas esperando por uma vaga seguiu alto por várias semanas. No dia 31 de março, por exemplo, eram 735 pessoas nesta condição.

Os números baixaram efetivamente a partir de abril, até chegarem a 250 pessoas na fila no dia 15. A partir desta data, houve trajetória de crescimento, até chegar aos 321 pacientes em 21 de abril. Por isso, a Secretaria de Estado da Saúde também demonstra preocupação, conforme salientou Vinícius Filipak, diretor de Gestão em Saúde da pasta, em entrevista à CBN Curitiba no início desta semana.

“Esse crescimento nos últimos quatro dias é muito preocupante. Isso pode significar um retorno da circulação e da contaminação das pessoas”, afirmou ele.

Neste momento, o Paraná possui 4.659 leitos exclusivos para o tratamento de pacientes com Covid-19, sendo 1.834 de UTI.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="759339" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]