Foz do Iguaçu conclui aplicação da 1ª dose da vacina contra a covid-19

Redação

foz do iguaçu, vacina, vacinação, adultos, 18 anos, covid, covid-19, coronavírus, pmfi

O município de Foz do Iguaçu, na região oeste do Paraná, completou hoje (3) a aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 na população adulta. É a primeira grande cidade do estado a concluir essa etapa.

Por estar na região da fronteira com a Argentina e o Paraguai, a cidade recebeu um lote extra de vacinas do Ministério da Saúde. O objetivo era criar um “cordão de isolamento” para frear a circulação da variante delta do coronavírus no Brasil.

Segundo a Prefeitura de Foz do Iguaçu, 100% dos moradores com mais de 18 anos receberam a primeira dose da vacina contra a covid-19. A marca aumenta a esperança para a retomada do turismo e da economia da região.

“A vacina salva vidas e para nós, uma cidade do turismo, é muito importante para a segurança dos visitantes que já estão escolhendo Foz para passar os finais de semana e os feriados”, disse o prefeito Chico Brasileiro.

Outros importantes destinos turísticos do Brasil, como Florianópolis (SC) e Salvador (BA) já atingiram 100% da população adulta vacinada. Rio de Janeiro (RJ) está próximo de bater a meta.

VACINA: CADASTRO E 2ª DOSE

Como o número de vacinados foi maior do que as estimativas populacionais de IBGE e Ipardes, o município não tem certeza de quantas pessoas não acessaram a vacina. A prefeitura finaliza nesta sexta-feira (3) um cadastro para as pessoas acima de 18 anos que eventualmente ainda não receberam a primeira dose dos imunizantes.

“Esse cadastro não é agendamento, é apenas um levantamento para chegar ao quantitativo de pessoas e buscar o restante das vacinas na Secretaria Estadual de Saúde e no Ministério da Saúde”, disse a secretária municipal da saúde, Rosa Jeronymo.

Foz do Iguaçu já recebeu 304.599 vacinas e aplicou 281.907, o que corresponde a 100% da população adulta vacinada com a primeira dose e 45,8% com a segunda. A expectativa é vacinar 70% da população adulta com as duas doses até 15 de outubro.

“Reforçamos que as pessoas tomem a segunda dose porque a imunização só é garantida com a vacinação completa, ou seja, com as duas doses. Também reforçamos que todos os cuidados sanitários devem ser mantidos, principalmente o uso de máscara, a higiene das mãos e o distanciamento social, evitando as aglomerações”, disse Rosa Jeronymo.

*Com informações da PMFI

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="787834" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]