Frente de Prefeitos pede que Fux se manifeste sobre liberação de cultos

Do UOL

Culto religioso reúne mais de mil pessoas em Curitiba: pastor diz que medidas sanitárias eram cumpridas

O presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Jonas Donizette, pediu que o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux, se manifeste sobre a liberação para a realização de cultos e missas presenciais em todo o país. A decisão liminar foi proferida pelo ministro Kassio Nunes Marques neste sábado (3). Donizette afirmou que Fux precisa dar uma orientação aos prefeitos sobre qual norma deve ser seguida: “A decisão do plenário [do STF], que determinou que os municípios têm prerrogativa de estabelecer critérios de abertura e fechamento das atividades em seus territórios, ou essa liminar?”

Depois da publicação da decisão, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), afirmou que os cultos e missas permaneceriam suspensos na capital mineira, acompanhando a decisão do plenário do STF que deu autonomia aos prefeitos.

Após pedido do advogado-geral da União, André Mendonça, o ministro Kassio Nunes Marques intimou Kalil a seguir a liminar.

Leia a notícia completa no UOL.

 

Leia também: Kassio Nunes libera cultos e missas no país, em meio a medidas restritivas da Covid-19

 

Previous ArticleNext Article