Governo do Paraná atualiza decreto de enfrentamento à pandemia nesta sexta-feira (11)

Redação

Governo do Paraná atualiza decreto de enfrentamento à pandemia nesta sexta-feira (11)

O Governo do Paraná divulga novo decreto, atualizando as medidas de enfrentamento da Covid-19, nesta sexta-feira (11). As medidas vigentes até às 5h de hoje foram consideradas mais duras, já que o texto ampliou o horário do toque de recolher e restringiu a venda de bebidas alcóolicas.

Desde 28 de maio, dia que entrou em vigência o decreto 7.737/2021, o número de casos registrou um aumento expressivo em diversas regiões do Paraná, inclusive na capital, que chegou a instituir bandeira vermelha nesse intervalo.

Conforme o último boletim, o Estado acumula 1.131.002 casos confirmados e 27.629 mortes por complicações do coronavírus. Ontem, a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) confirmou mais 243 mortes e 4.694 casos novos de covid-19.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI do SUS exclusivos para Covid-19 é de 95%. O indicador é superior a 90% em todas as regiões: leste (95%), oeste (96%), noroeste (92%) e norte (95%).

Segundo o Portal da Transparência, 633 pessoas suspeitas ou confirmadas com a doença aguardam um leito de UTI/SUS no Paraná. Outras 575 pessoas esperam uma vaga em leitos de enfermaria.

O decreto que estava vigente até a madrugada de hoje, fechou os serviços não essenciais aos domingos, ampliou o toque de recolher e restringiu a venda de bebidas alcóolicas. Além disso, neste período foram realizadas diversas operações para dispersar aglomerações em festas clandestinas ou estabelecimentos.

Neste período de medidas mais rígidas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi ao STF (Supremo Tribunal Federal) para derrubar o toque recolher vigente no Paraná e outros dois estados e o governador Ratinho Junior precisou rebater a ação.

No documento, o governo do Paraná ressaltou a situação no Estado, com ocupação máxima dos leitos de UTI e também de enfermaria para pacientes da Covid-19. Além disso, lembrou que a vacinação ainda é lenta e, por isso, não pode abrir mão das medidas mais severas no enfrentamento da pandemia.

A expectativa é que o novo decreto do governo do Paraná seja divulgado até o final da tarde.
Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="769554" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]