Governo do Paraná prorroga decreto do toque de recolher até o dia 31 de janeiro

Vinicius Cordeiro

toque de recolher paraná decreto covid-19

O toque de recolher entre 23h e 5h, determinado pelo governo do Paraná no combate à covid-19 no início de dezembro, foi prorrogado até o dia 31 de janeiro. A decisão foi anunciada e passa a valer nesta quinta-feira (7) com a publicação de um novo decreto.

O novo instrumento jurídico também mantém a proibição de comercialização e do consumo de bebidas alcóolicas em vias e espaços públicos entre 23h e 5h.

Contudo, uma mudança do novo decreto estadual é a definição sobre os eventos, que tinham limite de 10 pessoas (crianças de até 14 não entram na contagem). Agora, é possível realizar confraternizações com até 25 pessoas.

O governo do Paraná ainda informou que as medidas poderão ser prorrogadas novamente no fim de janeiro, desentendendo do cenário da pandemia de coronavírus no Estado. A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) segue com a avaliação constante da taxa de reprodução do vírus e também em relação à capacidade da rede hospitalar no atendimento de pacientes infectados.

GOVERNO ESTENDE TOQUE DE RECOLHER: VEJA OS NÚMEROS DA COVID-19 NO PR

O último boletim aponta que o Paraná acumula 427.590 casos e 8.170 mortes por coronavírus. 312.210 pacientes foram liberados do tratamento e são considerados recuperados, o que representa 73% do total de infectados.

De acordo os dados, são 1.548 pacientes com covid-19 internados em hospitais da rede pública ou privada. Destes, 759 ocupam leitos de UTI, enquanto 789 realizam o tratamento em vagas de enfermaria. Além disso, outros 1.140 pacientes com quadros respiratórios seguem internados. Eles são considerados casos suspeitos porque não fizeram ou ainda aguardam o resultado dos exames para coronavírus.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI do SUS exclusivos para Covid-19 é de 78%. O pior indicador vem da região leste, onde 83% das vagas estão indisponíveis.

Clique aqui e confira a íntegra do novo decreto publicado pelo governo do Paraná.

Previous ArticleNext Article