Grávidas são vacinadas contra a Covid-19 com Pfizer em Curitiba, diz Prefeitura

Mirian Villa

A informação é reforçada horas após a Anvisa recomendar a suspensão da vacina Astrazeneca para gestantes

Na manhã desta terça-feira (11), a Prefeitura de Curitiba informou que a Secretaria Municipal de Saúde utiliza a vacina Pfizer para imunizar grávidas contra a Covid-19.

A informação é reforçada horas após a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomendar a suspensão da vacina Astrazeneca para gestantes.

Na recomendação, a agência informou que eventos adversos envolvendo o imunizante produzido pela Fiocruz, no Brasil, foram registrados.

A vacinação de grávidas e puérperas contra a Covid-19 foi iniciada na segunda-feira (10) em Curitiba e a vacina Pfizer está disponível em todos os pontos de vacinação, fixos e drive-thru, de acordo com a Prefeitura.

Isso acontece porque a orientação do Ministério da Saúde, com a chegada do lote com o imunizante produzido pela Biontech no Brasil, é que a vacina fique centrada nas Capitais, já que o armazenamento é mais complexo.

Apesar disso, ontem a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) informou que o imunizante Pfizer também será distribuído para cidades do interior. Os municípios de Cascavel, Maringá e Londrina devem receber nesta semana a vacina.

“A orientação da descentralização leva em consideração o informe técnico (….)que afirma que as vacinas podem ser armazenadas à temperatura de 2ºC a 8ºC por no máximo cinco dias”, diz a Sesa.

Em nota, a Sesa diz que está analisando “orientação da a Anvisa para emissão de nota técnica pela Secretaria de Estado da Saúde que também aguarda a orientação formal pelo Plano Nacional de Imunização.”

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="763198" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]