Guarapuava: em 15 dias, maio se torna mês mais letal da pandemia

Redação

guarapuava, pandemia, covid, covid-19, maio, casos confirmados, óbitos, recorde

Nas duas primeiras semanas de maio, a cidade de Guarapuava, no centro-sul do Paraná, bateu todos os recordes negativos da pandemia do coronavírus.

Embora ainda esteja na metade, o mês já é o mais letal desde março de 2020, quando os primeiros casos da doença foram registrados.

No período, o município já confirmou mais de 600 casos de coronavírus e, pelo menos, 41 óbitos, segundo os registros da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde).

COVID-19 EM GUARAPUAVA: EVOLUÇÃO EM MAIO

  • 1º de maio: 6.463 casos confirmados e 282 mortes
  • 14 de maio: 7.124 (+ 10,2%) casos confirmados e 323 mortes (+ 14,5%)

Guarapuava é a sede da 5ª Regional da Saúde do Paraná, que abrange um total de 20 municípios. Juntos, eles acumulam mais de 30 mil diagnósticos positivos e, pelo menos, 595 óbitos.

Segundo a Prefeitura de Guarapuava, o município tem, atualmente, 1.600 casos ativos de coronavírus. “A disputa pelos poucos leitos que ainda restam, fica cada vez maior”, diz a nota.

O consumo de oxigênio dos hospitais e UPAs dobrou em um ano. Em maio de 2020, eram consumidos 721 cilindros do gás, enquanto a demanda atual passa de 1.440 cilindros por mês.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="764064" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]