Covid-19: Hospital de Curitiba lota e fecha atendimentos a novos pacientes

Redação

covid curitiba hospitais

O Hospital Marcelino Champagnat, de Curitiba, informou que não tem condições de atender mais pacientes devido ao aumento dos casos de covid-19. Em nota divulgada nesta terça-feira (24), o hospital afirma que não aceitará novos pacientes no Pronto Atendimento nem sequer se forem casos não relacionados ao coronavírus.

“O Hospital Marcelino Champagnat informa que permanece com capacidade de atendimento excedida e por este motivo, a partir desta terça-feira (24), o Pronto Atendimento não receberá novos pacientes por tempo indeterminado. O bloqueio é válido para todos os atendimentos médicos (sintomas Covid-19 e/ou qualquer outra queixa). Voltaremos informar assim que houver mudança de cenário”, diz o Hospital Marcelino Champagnat.

Desde o dia 16, todos os leitos de UTI para covid-19 estão ocupados. Além disso, o hospital ainda afirma que na primeira metade de novembro houve um aumento de 44,5% dos pacientes no Pronto Atendimento em relação ao mês de outubro.

“Chama a atenção o crescimento dos pacientes com queixa de síndrome gripal – com um aumento de aproximadamente 128% nesse mesmo período. Situação que tem se agravado ao longo dos últimos dias”, completa o hospital.

Por fim, o hospital Marcelino Champagnat cobra que a população reforce as medidas de prevenção à covid-19 como o uso de máscara, distanciamento social e higiene das mãos com álcool gel ou água e sabão.

HOSPITAIS DE CURITIBA SOFREM COM AVANÇO DE CORONAVÍRUS

De acordo com a Prefeitura de Curitiba, a taxa média de ocupação dos leitos de UTI do SUS é de 89%. O número continua a subir mesmo após a capital abrir novos leitos de alta complexidade para absorver a demanda crescente.

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) atualiza diariamente a situação dos hospitais que atendem pelo SUS. A última atualização do painel da transparência foi feita ontem (23) e mostra que os hospitais do Trabalhador e Erasto não têm mais leitos disponíveis.

Já o Hospital Evangélico e de Clínicas têm 98% das UTIs ocupadas. Confira a lista completa:

  • Hospital do Trabalhador  – 100%
  • Hospital Erasto –  100%
  • Hospital de Clínicas  – 98%
  • Hospital Evangélico –  98%
  • Hospital de Reabilitação  – 92%
  • Hospital Santa Casa  – 90%
  • Hospital do Idoso  – 79%
  • Hospital da Cruz Vermelha  – 63%
  • Hospital São Vicente  – 60%

CASOS DE COVID-19 EM CURITIBA

Conforme o último boletim da SMS (Secretaria Municipal da Saúde), Curitiba tem 69.142 casos confirmados (56.272 recuperados) e 1.638 mortes.

A capital do Paraná inicia a semana com uma média de 1.173 diagnósticos positivos por dia. 14 dias atrás, a média móvel semanal era de 342 novos casos por dia. Ou seja, o número mais que triplicou.

Além disso, são 11.232 casos ativos, que significa o número de pessoas que podem transmitir o vírus.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="730412" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]