Maringá: 100% de ocupação nos hospitais privados e prefeitura solicita novos leitos para o tratamento da Covid-19

Redação

hospital, hospitais, leitos, vagas, uti, covid, covid-19, coronavírus, cge, vistoria, inspeção, paraná, brasil

A taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para o tratamento da Covid-19 em adultos chegou aos 100% nos hospitais privados de Maringá. Com isso, a prefeitura da cidade localizada no interior paranaense solicitou a criação de novos leitos, em uma conversa entre o prefeito Ulisses Maia (PSD) e o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.
Segundo o município, o governo estadual garantiu o credenciamento e o pagamento para os hospitais interessados em adquirir mais leitos de UTI exclusivos para o tratamento da doença.
De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde do município no último dia 15, a taxa de ocupação está em 102,13% para UTI adulto nos hospitais particulares. Já pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o percentual de ocupação dos leitos para os adultos está em 73,85%.

Uma força de trabalho emergencial foi criada em Maringá, com reuniões com membros da sociedade civil para discutir o aumento e a gravidade nos casos de Covid-19 na cidade e no Paraná. A última decisão tomada a partir destes encontros foi o adiamento do início das aulas presenciais da rede pública municipal para o dia 1º de março.

Previous ArticleNext Article