Coronavírus
Compartilhar

Paraná completa 1 ano do início da vacinação contra a covid-19

No dia 18 de janeiro de 2021, a enfermeira Lucimar Josiane de Oliveira recebia a primeira dose da vacina contra covid-19..

Vinicius Cordeiro - 18 de janeiro de 2022, 14:39

A enfermeira Lucimar Josiane de Oliveira, de 44 anos, (na foto), foi a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 no Paraná.
(Foto: Rodrigo Felix Leal/AEN)
A enfermeira Lucimar Josiane de Oliveira, de 44 anos, (na foto), foi a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 no Paraná. (Foto: Rodrigo Felix Leal/AEN)

No dia 18 de janeiro de 2021, a enfermeira Lucimar Josiane de Oliveira recebia a primeira dose da vacina contra covid-19 no Paraná. Desde então, são mais de 8,3 milhões de paranaenses vacinados com primeira e segunda dose, ou dose única - mais de 70% da população tomou duas doses.

  • VEJA TAMBÉM:

Lucimar tomou a vacina pouco mais de duas horas depois que o lote com 120 mil doses chegou ao Estado. Para a enfermeira, que atua no Hospital do Trabalhador, que completou 74 anos naquele dia, o momento foi cheio de expectativa e emoção. “Sempre acreditei na vacina, sempre acreditei que fosse possível. Infelizmente ainda tem muitas pessoas que se recusam a tomar, mas não podemos perder de vista que a vacina protege do vírus. Foi uma conquista”, afirmou.

Jã o governador Ratinho Junior celebra a vacina para reduzir as mortes por covid e que o Paraná sempre esteve entre os estados que mais vacinaram.

"A nossa esperança, naquele momento, era reduzir de mortes e retornar à vida como conhecíamos. E já podemos afirmar que a vacina cumpriu o seu papel. Ficamos muito felizes ao ver o quanto a população acreditou na ciência e na saúde e foi atrás da sua dose", avaliou o governador Ratinho Junior.

QUEM NÃO SE VACINA, VIRA PRESA FÃCIL DO VÍRUS, DIZ SECRETÁRIO

Em entrevista à AEN, o secretário Beto Preto ressaltou que a vacina é fundamental para sobreviver à pandemia e evitar ter sérios prejuízos à saúde. Segundo ele, os imunizantes são os milagres da vida e trouxeram esperança.

"O impacto é que hoje, daqueles que estão internados, 80% a 90% não tomaram a primeira dose ou não completaram o esquema vacinal. Então isso já demonstra que quem está ficando doente agora é quem está pouco vacinado ou não vacinado. A vacina é fundamental. E quem não toma vacina está vulnerável, vira uma presa fácil dos vírus", disse.

VACINAÇÃO

Atualmente, qualquer paranaense acima de 18 anos pode tomar a dose de reforço contra a Covid-19, desde que respeitado um intervalo de quatro meses para a D2. A quarta dose para pessoas com algum tipo de vulnerabilidade da imunidade também já está disponível.

E neste sábado (15), três dias antes de completar um ano da vacina da enfermeira Lucimar, foi a vez da Isadora Libânio Despensieri, de 6 anos, receber a primeira dose pediátrica da Pfizer contra a Covid-19 no Paraná.

COVID NO PARANÁ

  •  1.701.411 casos confirmados
  • 40.716 mortes